Condenação de Lula é golpe, diz Ságuas -

Política

Publicado em: 14/07/2017 às 09:21:00 Autor: Fonte: FOLHAMAX

 

Único deputado federal mato-grossense do Partido dos Trabalhadores (PT), Ságuas Moraes saiu em defesa do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao afirmar que a condenação imposta pelo juiz Sérgio Moro faz parte do “script de um golpe que tem várias etapas”.

A primeira etapa, segundo Ságuas, foi o impeachment de Dilma Rousseff, “com o objetivo de implementar reformas contra os brasileiros e de barrar a Lava Jato”. Para ele, a segunda fase nesse roteiro do golpe é justamente a condenação de Lula em primeira instância.

“Não há uma prova sequer, porque o tríplex, que é objeto dessa denúncia, dessa condenação, está penhorado na Caixa Econômica Federal em nome da OAS, que é uma empreiteira deste País. Então, não venha com essa conversa fiada de que esse tríplex é do presidente Lula, porque, além de não estar escriturado no nome dele, está penhorado em nome da OAS. Isso é balela, é enganar o povo brasileiro. Essa é a segunda etapa do golpe que nós vamos ganhar na segunda instância, se Deus quiser”, explicou.

Ságuas detalhou que a terceira etapa é a tentativa de impedir Lula de participar das eleições em 2018. “Isso não vai se consumar, porque será feita justiça em defesa do presidente Lula, e ele vai sim poder disputar as eleições de 2018, para que possamos reestabelecer a democracia neste País. A democracia foi arranhada, a CLT foi rasgada e eles estão querendo rasgar a Constituição várias vezes. Estão querendo fazer a Constituição de picadinho”, lamentou.

Ameaça à base

O parlamentar citou ainda que, diferentemente dos crimes imputados a Lula, que carecem de provas e de materialidade, sobre o "presidente ilegítimo" Michel Temer existem evidências dos crimes cometidos.

“Portanto, para aqueles da base do governo que vêm aqui se vangloriar desse governo que reduziu direitos dos trabalhadores, que está com a pauta regressiva, com a inflação baixa por causa do baixo consumo, quero dizer que Lúcio Funaro, que é considerado o doleiro do PMDB, está fazendo delação premiada e que Eduardo Cunha também. Quero dizer para eles não comemorarem, porque ali existe prova! Esses dois têm prova! Não sobrarão pedras sobre pedras”, disse Ságuas.

Notícias relacionadas

22/11/2017

PDT ganha 2 deputados e já prevê Mauro governador em 2018

Visualizar Notícia

22/11/2017

Parque Tecnológico tem investimento de R$ 8 milhões e irá gerar mais de mil empregos

Visualizar Notícia

22/11/2017

Decisão do TRF no Rio pode mandar Gilmar Fabris de volta para a cadeia

Visualizar Notícia

22/11/2017

Max Russi e Wilson Santos deixam secretarias e retornam à Assembleia

Visualizar Notícia

Copyright© 2017 - Todos os Direitos Reservados - Guarantã News