Hoje: 17/09/2019
    Horas: 00:00:00
×
Festa para médicos com cenário de favela causa polêmica nas redes sociais

Festa para médicos com cenário de favela causa polêmica nas redes sociais

  • 10/09/2019
  • G1 Rio Preto e Araçatuba

Assessoria da Unimed em São José do Rio Preto (SP) afirmou que a intenção foi "despertar uma reflexão crítica a partir da representação de um mundo aparentemente sem sentido".

Uma festa promovida pela operadora de plano de saúde Unimed, em um buffet de São José do Rio Preto (SP), gerou polêmica entre internautas após fotos e vídeos compartilhados em redes sociais mostrarem que um dos cenários construídos representava uma favela.

Nas imagens, é possível ver que uma estrutura foi montada dentro do buffet. Nela, há postes de madeiras com emaranhado de fios de energia, bares com tijolos à vista, lajes coloridas com uma churrasqueira em cima e até uma cozinha com a pia cheia de louça suja.

A festa foi realizada na noite de sexta-feira (6) para os cerca de 1400 médicos cooperados. Segundo a assessoria de imprensa da Unimed, o tema do evento foi “No País das Maravilhas”.

A assessoria informou que a cenografia usou recursos lúdicos com a intenção de "despertar uma reflexão crítica a partir da representação de um mundo aparentemente sem sentido". "A festa destacou as maravilhas brasileiras sem abrir mão de fazer contundentes críticas sociais."

Ao ver imagens do cenário representando uma comunidade carente, o Conselho Municipal Afro de São José do Rio Preto publicou uma nota de repúdio. “Favela não é piada ou entretenimento. Antes de qualquer coisa, é luta por moradia e condições básicas para viver, trabalhar e sobreviver ao descaso estatal.”

Conselho Afro de São José do Rio Preto publicou nota de repúdio  — Foto: Reprodução/Facebook

Conselho Afro de São José do Rio Preto publicou nota de repúdio  — Foto: Reprodução/Facebook

Conselho Afro de São José do Rio Preto publicou nota de repúdio — Foto: Reprodução/Facebook

A decoração gerou críticas de internautas. “É triste ver pessoas consideradas instruídas destruir e denegrir pessoas com condições precárias ou de extrema pobreza”, escreveu um internauta.

A deputada Sâmia Bomfim (Psol) também falou sobre a festa. "É revoltante que as pessoas não tenham o mínimo de bom senso e empatia ao fazer da vida da maioria da população motivo para chacota. Mais triste ainda é saber que boa parte dos convidados desconhece ou ignora as mazelas de um Brasil que trata tão mal o povo trabalhador."

G1 apurou que além do cenário representando a favela, também existiam outros, cada um com um tema diferente e que a festa reuniu milhares de convidados.

Em nota, a assessoria da Unimed de São José do Rio Preto também afirmou que o Brasil, de forma plural, foi retratado com a magia do carnaval, os bonecos de Olinda, as baianas e os acarajés de Salvador, o futebol, a música sertaneja, o forró, o samba-rock e o pop nacional. Na gastronomia, trouxe a culinária do Pará, do Maranhão, da Bahia, entre outros Estados.

"Dentro deste contexto, as comunidades também fizeram parte, justamente, pra lembrar aos participantes que existem muitos contrastes sociais no País.", diz outra parte da nota enviada ao G1.

Por fim, a Unimed informou que pessoas que não participaram da festa deturparam, a partir de fotos e vídeos publicados em redes sociais, a interpretação do propósito do evento com citações errôneas e que reitera o compromisso com a verdade e transparência.

Mulher comentou em postagem feita por conselho de Rio Preto  — Foto: Reprodução/Facebook

Mulher comentou em postagem feita por conselho de Rio Preto  — Foto: Reprodução/Facebook

Mulher comentou em postagem feita por conselho de Rio Preto — Foto: Reprodução/Facebook

 

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho