Hoje: 17/09/2019
    Horas: 00:00:00
×
Senadora diz que pressão para retirar assinatura de CPI é motivo para sair do PSL

Senadora diz que pressão para retirar assinatura de CPI é motivo para sair do PSL

  • 11/09/2019
  • Só Notícias

A senadora Selma Arruda revelou que a pressão do PSL para ela retirar a assinatura pedindo a criação da CPI da Lava Toga é o principal motivo que a levou a estudar a possibilidade de deixar o partido do presidente Jair Bolsonaro. Ela estaria sofrendo pressão do senador Flávio Bolsonaro, único integrante do PSL a não assinar o pedido, e do presidente da sigla, Luciano Bivar, para retirar a assinatura.

“A senadora Juíza Selma esclarece que devido a divergências políticas internas, entre elas a pressão partidária pela derrubada da CPI da Lava Toga, está avaliando a possibilidade de não permanecer no PSL”, disse por meio de nota.

Selma também confirmou que recebeu convite para ingressar em outros partidos. Conforme Só Notícias já informou, o Podemos, liderado pelo senador paranaense Álvaro Dias, abriu as portas e deve ser o destino da senadora. Ele busca um partido no qual possa continuar na base de sustentação do presidente Jair Bolsonaro, mas se negou a retirar a assinatura pedindo a CPI.

“A parlamentar informa que recebeu convites de vários partidos nas últimas semanas para migrar de sigla, mas ressalta que isso não irá interferir no posicionamento de apoio ao governo. Selma confirma, ainda, que não irá retirar sua assinatura da CPI para investigar integrantes do Supremo”, completou a nota.

A notícia de insatisfação de Selma com o PSL foi revelada na semana passada, quando cogitou-se falta de apoio em seu processo de cassação, que está no Tribunal Superior Eleitoral aguardando julgamento. Na esfera estadual, ela foi cassada por unanimidade e condenada por caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha eleitoral que a elegeu.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho