Hoje: 17/09/2019
    Horas: 00:00:00
×
Projeto de lei quer reforçar investigações nos roubos de cargas

Projeto de lei quer reforçar investigações nos roubos de cargas

  • 12/09/2019
  • GC Notícias

Foi aprovado em primeira votação o Projeto de Lei Complementar nº 11/2019, de autoria do deputado Max Russi (PSB), que atribui à investigação de furto ou roubo de bancos, caixas eletrônicos, defensivos agrícolas e cargas transportadas em vias terrestres, fluviais ou aéreas à Divisão de Investigações Especiais da Polícia Civil. Apreciado na sessão ordinária da última terça-feira (10), o novo texto anexo à Lei Complementar 407/2010 propõe ainda o apoio às averiguações de crimes em andamento em outras delegacias.

O parlamentar alerta que em nosso estado, a cada ano, aumenta a incidência nesse tipo de crime e ainda cita dados do Sindicato de Empresas de Transportes e Cargas de Mato Grosso (Sindmat), que apontam um aumento de 42% desses delitos, registrados nos últimos 12 meses. As transportadoras tem sido as mais prejudicadas.

“Esse foi um pedido dos sindicatos, que estão sofrendo com esse tipo de crime em nosso Estado. Precisamos fortalecer a Polícia Civil, para que assim possa desvendar esses roubos e prender esses bandidos”, discursou.

Em maio desse ano, o deputado Max Russi sugeriu a criação de políticas integradas de segurança pública nas rodovias federais e estaduais de Mato Grosso, em cooperação entre as forças policiais do Estado e da União, no combate ao roubo de cargas e caminhões.

Na época, a Indicação nº 1372/2019, apresentada a Casa de Leis pelo parlamentar, foi encaminhada a Superintendência Regional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

A intenção é combater esse tipo de delito, assim como desarticular o “modus operandi” dos criminosos, por meio da instrumentalização de operações entre as policiais, tendo como base o compartilhamento de dados e a cooperação mútua.

“Tenho recebido muitos pedidos de ajuda, até pela minha rede social, de motoristas de nosso estado, que já não sabem mais o que fazer. São pais de família, que estão buscando o sustento de forma honesta, mas que estão à mercê de bandidos, infelizmente. Por isso é importante reforçar essa cobrança“, justificou.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho