Hoje: 17/09/2019
    Horas: 00:00:00
×
MPE investiga denúncia sobre servidora sem ensino fundamental suspeita de receber R$ 17 mil na AL

MPE investiga denúncia sobre servidora sem ensino fundamental suspeita de receber R$ 17 mil na AL

  • 12/09/2019
  • Olhar Direto

O promotor de Justiça Roberto Aparecido Turin, membro do Ministério Público de Mato Grosso (MPE), instaurou inquérito para investigar irregularidades no enquadramento de uma servidora da Assembleia Legislativa (ALMT). Portaria é do dia três de setembro.

Conforme denúncia anônima, a servidora identificada como M.S.N. não completou o ensino fundamental. Porém, exerce cargo de técnico-legislativo, recebendo, segundo o inquérito, quantia próxima a R$ 17 mil.
 
O objetivo do inquérito é saber se a investigada realmente não completou os estudos básicos e se ocupa o cargo após passar por concurso público.
 
O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), foi notificado para prestar informações sobre o caso. O MPE pediu envio cópia da ficha funcional e financeira e certificados de conclusão de cursos.

Turin explicou ainda que já solicitou as informações ao secretário de Gestão de Pessoas da Casa de Leis, mas não obteve resposta.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho