Hoje: 17/09/2019
    Horas: 00:00:00
×
Acusada de envenenar enteada denunciou avó por calúnia, em MT

Acusada de envenenar enteada denunciou avó por calúnia, em MT

  • 12/09/2019
  • Gazeta Digital

Dez dias antes de ser presa acusada de matar a enteada envenenada, Jaira Gonçalves de Arruda, 42, procurou a Polícia Civil para denunciar Claudina Chue Marques, 55, que é avó materna da vítima, Mirella Poliane Chue de Oliveira, 11.

 

Na denúncia de calúnia e difamação, Jaira afirma que Claudina estava dizendo para pessoas conhecidas que ela era a responsável pela morte da menina e que ela havia sido envenenada até a morte.

 

O registro foi feito no dia 30 de agosto. A acusada disse ainda que cuidava da menina desde os 8 anos de idade e que desde a data da sua morte vinha sendo apontada como a autora do crime. 

Além disso, informou à polícia que encontrou bilhetes na porta da sua casa em que diziam “Jaira, você vai pagar caro pelo que fez”. 

 

Morte

Mirella morreu em junho após chegar morta em uma unidade de saúde de Cuiabá. Laudo apontou que havia veneno, um pesticida usado em hortaliças, no sangue da menina.

 

Investigações da Delegacia Especializada na Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) apontam para Jaira como a autora do envenenamento. Os delegados responsáveis pelo caso informaram que a menina ingeria o pesticida a conta gotas. 

 

“Para não parecer, porque chega no hospital, a criança está passando mal, morre de causa indeterminada por alguma infeção, pneumonia, meningite, como muitas vezes suspeitaram”, explicaram.

 

Jaira foi presa em flagrante na segunda-feira (9), mas a Justiça decretou sua prisão preventiva após a audiência de custódia na terça-feira (10), no Fórum de Cuiabá. Ela está no presídio feminino Ana Maria do Couto May.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho