Hoje: 17/09/2019
    Horas: 00:00:00
×
Caixa notifica Corinthians e cobra dívida de R$ 536 milhões por Arena

Caixa notifica Corinthians e cobra dívida de R$ 536 milhões por Arena

  • 13/09/2019
  • Agência Brasil

Banco cobriu financiamento do estádio

Clube disse ter sido ‘surpreendido’

A Caixa Econômica Federal notificou extrajudicialmente o clube Sport Club Corinthians Paulista para que pague a dívida de quase R$ 536 milhões, relativa ao financiamento da obra da Arena Corinthians, em Itaquera.

O Corinthians tentava negociar as dívidas do financiamento há meses. Em 2013, o banco estatal emprestou R$ 400 milhões para a construção da Arena. Segundo o clube, R$ 158 milhões foram pagos. No entanto, devido a juros e correções, o valor da dívida cresceu.

Por meio da notificação, a Caixa deu 1 o prazo de 3 dias para que o Corinthians pague a dívida integralmente ou ofereça 1 bem em garantia ou, então, faça o depósito de 30% do valor em execução, inclusive de custas e honorários advocatícios, parcelando o pagamento do restante da dívida em até seis parcelas mensais.

O clube pode ainda entrar com recurso na Justiça.

O clube também vinha fazendo 1 acordo para o pagamento da dívida que tem com a empreiteira Odebrecht, mas não acredita que a execução da Caixa afete no acordo com a construtora.

 

Em nota, o Corinthians disse ainda que foi “surpreendido” pela notificação extrajudicial.

O time alvinegro informou que foi feita negociação preliminar entre o clube e a Caixa há aproximadamente 1 ano para adequação do fluxo de receitas com as parcelas mensais, em valores reduzidos, nos meses nos quais 1 número menor de partidas é realizado na Arena.

O clube paulista também disse que a própria Caixa reconheceu a negociação, tendo encaminhado o assunto para a área interna responsável no banco.

“Como não houve interrupção do diálogo e tudo caminhava para um acordo mutuamente vantajoso, não há como compreender o gesto intempestivo, que sequer foi previamente comunicado à agremiação”, diz na nota.

Procurada pelo Poder360, a assessoria de imprensa da Caixa informou que ainda não havia uma nota oficial sobre a questão.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho