Hoje: 17/11/2019
    Horas: 00:00:00
×
Aluna e professora de São José do Rio Claro têm crônica finalista em concurso

Aluna e professora de São José do Rio Claro têm crônica finalista em concurso

  • 06/11/2019
  • SEDUC MT

Jéssica Vitória da Silva Rocha apresentou a crônica “Fim do Mundo” e teve como orientadora a professora Cinthia Angélica da Silva Alves, ambas da Escola Estadual Santana D’Água Limpa

 

Estudante e professora da Rede Estadual de Ensino são finalistas do concurso na categoria Crônica e concorrerão ao Prêmio final no dia 09 de dezembro, em São Paulo. A estudante Jéssica Vitória da Silva Rocha apresentou a crônica “Fim do Mundo” e teve como orientadora a professora Cinthia Angélica da Silva Alves.

As duas são da Escola Estadual Santana D’Água Limpa, localizada no município de São José do Rio Claro (localizado a 315 quilômetros a médio-norte da Capital).  

Professora e aluna estiveram em São Paulo entre os dias 23 e 25 de outubro durante a etapa semifinal. Participaram de passeio cultural à Pinacoteca do Estado (um dos principais museus da cidade), roda de conversa com autores, oficinas de texto. O ponto principal foram atividades de integração com os demais semifinalistas e professores de todos os Estados brasileiros.

O projeto

O concurso “Escrevendo o Futuro” é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com a Fundação Itaú Social, com coordenação do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

O programa contribui para a melhoria do ensino e aprendizagem da leitura e escrita nas escolas públicas de todo país, por meio de ações de mobilização para a formação de professores (as) de língua portuguesa, em anos pares e com a execução de sequências didáticas e produção final de um texto para concorrer no concurso, em anos ímpares.

Para participar dessa etapa foram selecionados 569 alunos-autores semifinalistas e seus professores de todo o Brasil. Esses encontros têm como foco ampliar as habilidades de leitura e de escrita e o universo cultural dos alunos. Outra meta é desenvolver, com os professores, atividades destinadas a contribuir para a melhoria da qualidade do trabalho docente.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho