Hoje: 16/11/2019
    Horas: 00:00:00
×
Solo sintético para a produção de hortaliças criado por estudante de MT fica entre os 10 melhores projetos do país

Solo sintético para a produção de hortaliças criado por estudante de MT fica entre os 10 melhores projetos do país

  • 08/11/2019
  • G1 MT

Solo líquido é proposta de solução tecnológica sustentável que vem de encontro ao não desperdício de recursos hídricos e pela redução da fome.

 

O projeto 'Solo líquido' desenvolvido por uma estudante de agronomia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, ficou entre os dez melhores do país no concurso ITA Challenge Desafio de Empreendedorismo, promovido pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), sendo o único projeto de Mato Grosso classificado nessa posição.

A solução gelatinosa é capaz de desenvolver a planta, da germinação da semente até o consumo, sem que a necessidade de abundância em água e muitos cuidados.

Segundo relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 820 milhões de pessoas em todo o mundo não tiveram acesso suficiente a alimentos em 2018, e cerca de dois bilhões de pessoas no mundo sofrem com insegurança alimentar moderada ou grave.

Diante desse contexto, a proposta de Aline Ramos, idealizadora do projeto, é de, além de possibilitar que o consumidor cultive seu próprio alimento sem a necessidade de um grande espaço físico ou de conhecimentos técnicos, evita o máximo de desperdício de água.

A invenção se trata de um solo sintético para produção de hortaliças. Ele contém concentrações ideais de nutrientes em sua composição e sua configuração química retém moléculas de água em sua estrutura.

“Levando em consideração que as áreas cultiváveis são fatores limitantes para o aumento da produção agrícola e cerca de 70% da água potável do planeta é utilizada como insumo na agricultura convencional, o Solo Líquido apresenta-se como uma proposta de solução tecnológica sustentável que vem de encontro ao não desperdício de recursos hídricos e pela redução da fome”, explica Ramos.

Além das tradicionais hortaliças típicas do prato dos brasileiros, outras espécies típicas da Amazônia e do Cerrado brasileiro, como o jambu - conhecido como a couve da Amazônia -, farão parte da pesquisa por conta das diversas características das espécies, como sua resistência e sabor apreciável.

Contente e com a sensação de dever cumprido, dois anos após o início da pesquisa, Aline pretende levar a pesquisa à frente.

“É uma satisfação enorme estar representando minha cidade e representando o empoderamento feminino no ramo da ciência, sem dúvida esse mérito trará grande impacto em minha vida até mesmo para minha vida profissional”, disse.

Recentemente, o projeto também passou para a segunda fase do concurso Cultivando Talentos, do grupo 3M, etapa que tem entre seus classificados outro estudante do Campus Araguaia. Agora ela se prepara para a final de outro concurso de empreendedorismo, o concurso Cultivando Talentos, do grupo 3M ao qual ela disputará no dia 5 de dezembro o prêmio de 60 mil reais.

Aline ainda foi homenageada na Câmara de Vereadores de Barra do Garças e de Pontal do Araguaia com uma moção de aplausos, pelos avanços em pesquisa na região.

“Para nós é motivo de orgulho e satisfação, tomar conhecimento da grande capacidade e do conhecimento de nossos estudantes universitários, que valorizam nossa educação e colocam em posição de destaque o nome de Barra do Garças”, disse o Vereador Alessandro Matos do Nascimento (PRB), em documento justificando a moção.

Ao lado dela também estavam as estudantes de Engenharia Civil Taynáh de Kassia Marques da Silva, de 20 anos, e Eduarda Correia Silva, de 19, criadoras do Concrenox, projeto que ficou entre os 30 melhores no concurso do ITA.

 

Concrenox

 

As estudantes de engenharia civil, Taynah Marques e Eduarda Correia Silva, da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), campus do Araguaia, ficaram entre os 30 melhores trabalhos apresentados no ITA Challenge.

O concrenox é um bloco de concreto com parte de aço inox, constituído de uma parte do eletrodo, chamada de “pega do eletrodo” que é descartada durante o processo de soldagem. O intuito é dar um destino a algo que hoje não tem nenhuma forma de descarte.

Além de popularizar e viabilizar o uso do aço inoxidável, o principal ganho do projeto segundo as estudantes é quanto a sustentabilidade, pois evita interferências na natureza para a fabricação de produtos utilizados em processos de colagem e fixação hoje existentes.

 

ITA Challenge

 

Iniciativa do Centro de Competência em Manufatura (CCM) do Instituto, o ITA Challenge tem por objetivo difundir a cultura de empreendedorismo e inovação na comunidade acadêmica.

A disputa, que busca estimular o espírito empreendedor dos participantes e desenvolver suas habilidades em criar, desenvolver e gerir negócios criativos e inovadores em equipe, demonstrando a viabilidade técnica e comercial de suas ideias, aliando o conhecimento teórico ao prático, é aberta a estudantes de todo o Brasil.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho