Hoje: 09/12/2019
    Horas: 00:00:00
×
Mulher dá à luz na calçada após pedir ajuda e ser liberada de hospital em Macaé, no RJ

Mulher dá à luz na calçada após pedir ajuda e ser liberada de hospital em Macaé, no RJ

  • 29/11/2019
  • RJ 1

Thais dos Santos Santana, de 28 anos, foi atendida na unidade, mas os médicos disseram que não estava na hora do parto.

 

Thais dos Santos Santana, de 28 anos, deu à luz na calçada de casa após pedir ajuda e ser liberada do Hospital Público de Macaé, no interior do Rio.

O caso aconteceu na terça-feira (26). Segundo Thais, os médicos que a atenderam disseram que ainda não estava na hora do parto.

Nas redes sociais, Thais afirma que o hospital a mandou para casa porque ela estava com 3 cm de dilatação e os médicos disseram que só poderiam interná-la quando tivesse com 5 cm de dilatação, mesmo após a bolsa ter estourado.

Apesar do susto, Thais disse na internet que ela e o bebê estão bem.

Por meio de nota, a Prefeitura de Macaé disse que abriu sindicância para apurar os fatos que envolvem o atendimento da gestante.

Segundo o município, a apuração dos fatos será realizada pela Procuradoria Geral que enviará cópia do procedimento ao Ministério Público.

A Prefeitura informou também que a mesma gestante voltou a ser atendida pela unidade às 18h do mesmo dia. Ela e o bebê estão internados na unidade.

O professor Edilberto Rocha, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e integrante da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) explicou que tudo indica que Thais passou por um parto taquitócico, que é um parto que evolui muito acelerado.

O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) informou que vai abrir sindicância para apurar os fatos.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho