Hoje: 06/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Lei garante psicólogos nas escolas de MT

Lei garante psicólogos nas escolas de MT

  • 30/12/2019
  • Folha Max

Escolas das redes pública e privada terão que ofertar atendimento psicológico e psicopedagógico aos estudantes de Mato Grosso. A medida está amparada pela Lei 11.035/19, publicada no Diário Oficial do último dia 04, de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM).

O atendimento poderá ser individual ou coletivo, inclusive aos profissionais da Educação, nos contextos pessoal, pedagógico, social e familiar.

A nova lei é fruto de um amplo debate na ALMT, já que o Projeto de Lei 350/17 foi aprovado, em segunda votação, em setembro deste ano e vetado pelo governo do estado, que declarou inconstitucional essa proposta. Contudo, a defesa de Botelho em Plenário promoveu a derrubada do veto e, a partir de agora, os mato-grossenses poderão contar com mais esse importante cuidado.  

Conforme o parlamentar, essa lei é necessária, uma vez que é preocupante o aumento de estudantes que não conseguem obter bom aproveitamento escolar e o índice só aumenta devido a fatores de diversas ordens: sociais, pessoais e familiares. Cita como causa consumo de álcool, drogas, violência, gravidez precoce, dentre outros. E os profissionais da Educação acabam, muitas vezes, sendo vítimas de todo o processo de desmotivação, desmoralização e até agressões verbais e físicas, levando-os a crises de depressão e a síndrome de Burnout, conhecida como a doença do esgotamento profissional.

“Então, a inserção de psicólogos ou psicopedagogos nas instituições de ensino é necessária e viável para contribuir com a solução desse grande gargalo que assola os núcleos escolares”, relata Botelho, ao agradecer os deputados que votaram pela derrubada do Veto 101/19, que proporcionou a publicação da nova lei. 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho