Hoje: 19/01/2020
    Horas: 00:00:00
×
Médicos do Samu denunciam redução salarial e ameaçam parar atendimentos em MT

Médicos do Samu denunciam redução salarial e ameaçam parar atendimentos em MT

  • 08/01/2020
  • Folha Max

Atualmente médicos recebem R$ 1,2 mil por plantão; nova empresa propõe R$ 900

 

Médicos que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Cuiabá estão se mobilizando para impedir a redução do pagamento dos plantões de 12 horas trabalhadas. A mudança deve ocorrer caso uma nova empresa assuma a gestão dos serviços.

Atualmente, eles recebem R$ 1,2 mil por plantão e a empresa que deve assumir o órgão estaria oferecendo R$ 900 por uma escala paralela. “Há 10 anos os médicos não tem reajuste do valor dos honorários por plantão. Recentemente foi aumentado o valor para R$ 1.200,00 por 12 horas, mas estão querendo tirar todo o corpo clínico experiente e habituado que trabalha há anos no Samu”, diz uma das mensagens.

Os médicos cobram que toda a categoria não aceite a “desvalorização da profissão”. “Vamos dar um basta na prostituição e degradação da nossa profissão pessoal! Não aceitem menos, nós temos valor”, conclama outro profissional.

O atendimento do Samu na Capital é de responsabilidade do Governo do Estado, que repassou a gestão para uma empresa terceirizada. No ano passado, esta empresa recebeu, num contrato emergencial de 6 meses, R$ 2,8 milhões.

O quadro de profissionais é composto por cardiologistas, anestesiologistas, cirurgiões gerais, neurologistas, entre outras especialidades. O Executivo trabalha uma licitação para o setor com provável aumento dos custos.

prinbt-samu.jpg

 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho