Hoje: 19/01/2020
    Horas: 00:00:00
×
Parto de bebê prematuro e com tumor maior que a cabeça mobiliza 50 profissionais, em MS

Parto de bebê prematuro e com tumor maior que a cabeça mobiliza 50 profissionais, em MS

  • 10/01/2020
  • Jornal de Brasília

Uma das médicas diz que equipe estudou o caso e definiu o melhor tratamento, envolvendo de médicos a fisioterapeutas para atuar em cirurgia complexa

 

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) mobilizou 50 profissionais e duas salas no centro cirúrgico para atender a uma gestante de 34 semanas, que precisou de uma cirurgia complexa. A ação ocorreu recentemente e a equipe médica resumiu o atendimento como “desafiador e surpreendente”.

No dia 7 de dezembro de 2019, Vanessa Barbosa Furtado foi ao hospital com dor abdominal, segundo o portal G1. Ela então foi medicada, passou por exames e permaneceu internada. Neste período, foi constatado que o filho dela estava com Teratoma Cervical, que, segundo a equipe responsável, é um tumor constituído de células parenquimatosas, representativas de mais de uma camada germinativa.

Houve então a definição do melhor tratamento, que seria a ressecção cirúrgica do tumor, com manutenção do aporte respiratório. Neste procedimento, o bebê foi parcialmente retirado do ventre por meio da cesariana e depois foi entubado. Em seguida, ele foi levado para outra sala do centro cirúrgico e lá houve a retirada do teratoma, enquanto a mãe também passava pela conclusão do parto.

Vanessa já teve alta médica. O bebê, chamado José, segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal por ser prematuro e também para acompanhamento especializado da sua evolução.

A diretora-presidente do HRMS, também especialista em cirurgia em cabeça e pescoço, Rosana Leite, fala que a mãe teve ruptura da bolsa desde a 32ª semana de gestação.

Segundo Leite, a criança atualmente está respirando normalmente e já está na unidade intermediária. 

 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho