Hoje: 08/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Viatura roda 220 km para abastecer em MT

Viatura roda 220 km para abastecer em MT

  • 10/01/2020
  • TV Centro América

Policiais militares de Luciara, localizada a 1.180 km de Cuiabá, precisam viajar 220 km de ida e volta para abastecer a única viatura do município, que possui pouco mais de cinco mil habitantes, em São Félix do Araguaia. A estrada é de terra.

Segundo os PMs, o posto que fornecia o combustível se recusa a abastecer a viatura, alegando que tem uma dívida com o estado. Já tem dois meses que os policiais percorrem 110 km para ir e 110 km para voltar - apenas para abastecer o veículo.

Em nota, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) disse que não havia sido comunicada da suspensão de abastecimento pelo posto de combustível do município de Luciara e que os pagamentos aos postos de combustível que atendem a frota do governo do estado são feitos por uma empresa gerenciadora do serviço, e que todo o contato da Sesp junto aos postos é intermediado por essa empresa. A secretaria afirmou ainda que está buscando informações com a empresa para saber o motivo da suspensão do fornecimento.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho