Hoje: 05/06/2020
    Horas: 00:00:00
×
PR:  Estudantes de moda fazem vaquinha e montam roupas hospitalares para doar aos profissionais da saúde

PR: Estudantes de moda fazem vaquinha e montam roupas hospitalares para doar aos profissionais da saúde

  • 05/04/2020
  • Ric Mais

Com a pandemia de coronavírus atingindo o Brasil, cada um ajuda como pode. Pensando nisso, um grupo de estudantes de moda, das Faculdades das Indústrias, do Senai Paraná, arrecadou dinheiro e fizeram 60 conjuntos de roupas para os profissionais da saúde que atuam no combate ao coronavírus. As roupas, que precisam de modelagem e tecidos específicos para facilitar não só o trabalho como também a higienização, devem ser entregues nos próximos dias.

“Começamos a perceber a demanda de profissionais da saúde, que estão lutando na linha de frente contra o novo coronavírus, por mais roupas hospitalares. Assim, tivemos a iniciativa de produzir roupas de algodão, resistentes, ergonômicas e que podem ser esterilizadas nos hospitais”, conta Leandro Tomazoni, um dos alunos do grupo.

 

Vaquinha ajudou o grupo

 

A ideia surgiu na sala de aula, antes mesmo de começarem o isolamento. Com os colegas Fernanda Caetano, Cris Kade e Dihego Marques da Silva, Leandro criou uma vaquinha online para arrecadar os valores necessários para os materiais, como o próprio tecido, fios, linhas e elásticos. A arrecadação digital bateu a meta em uma semana.

As compras já foram feitas, os moldes produzidos e a expectativa é entregar mais de 60 conjuntos de calças e aventais cirúrgicos até o dia 10 de abril. “As peças vão ser destinadas aos hospitais e UPAs de Curitiba que estão recebendo os pacientes suspeitos de infecção pelo coronavírus, visando o conforto e a proteção dos nossos profissionais da área da saúde”, explica Leandro.

 

Aprendizado em meio ao caos

 

Para o professor e coordenador do curso do Senai do Paraná, Edson Korner, a iniciativa é motivo de muito orgulho. “A educação é capaz de transformar realidades e romper barreiras, e o design que permite que as pessoas melhorem suas condições de vida. Estimulando curiosidade e a criatividade fazemos que os futuros designers de moda encontrem respostas para os problemas da sociedade através do desenvolvimento de novos produtos, e foi o que aconteceu com esse projeto”, afirma. Leandro concorda: “Fazer design é isso: ser criativo e aproveitar as oportunidades para fazer o bem sempre”.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho