Hoje: 05/06/2020
    Horas: 00:00:00
×
Números preocupantes: Cidade já registrou 780 casos de dengue em 2020

Números preocupantes: Cidade já registrou 780 casos de dengue em 2020

  • 08/04/2020
  • A Tribuna

Rondonópolis teve um aumento no número de notificações de casos de dengue, em 2020, de 776,4% quando comparado ao mesmo período do ano passado. Dados compilados até a terceira semana de março, e repassados ao A TRIBUNA pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), apontam que a cidade saltou de 89 casos em 2019, para 780 casos em 2020 no período citado.

O Município possui, atualmente, uma taxa de 350,9 casos para cada 100 mil habitantes, sendo considerado pelo Ministério da Saúde como de “alto risco de incidência da doença”. Além de Rondonópolis, outra cidade que preocupa é Primavera do Leste, que registrou 699 casos de dengue até a terceira semana de março. Ainda no Sudeste mato-grossense, os números em 2020 são altos nas cidades de Campo Verde, com 224 casos e Itiquira, com 146.

Um levantamento da Secretaria de Estado de Saúde apontou que a situação é preocupante em todo o estado. De janeiro até a terceira semana de março, foram mais de 17,5 mil notificações por dengue, um aumento de 333% com relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, o Estado já registrou cinco mortes ocasionadas por dengue este ano, e um sexto caso em investigação. No mesmo período do ano passado, ninguém morreu em Mato Grosso em decorrência da doença.

Para conter o avanço da dengue em Rondonópolis, a Secretaria Municipal de Saúde mantém os agentes de combate às endemias nas ruas, porém com orientações de prevenção para evitar o contágio pelo coronavírus. Além disso, a Coder tem realizado a limpeza de áreas públicas, na tentativa de evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

 

ZIKA E CHIKUNGUNYA

 

Os casos de zika vírus também tiveram um pequeno crescimento em 2020, também no comparativo de janeiro até a terceira semana de março de 2019. No ano passado, a cidade teve apenas um caso notificado, já em 2020, já são quatro casos. No caso da febre chikungunya, em 2019 foram 25 casos registrados, e, em 2020, até o momento, não houve nenhuma notificação pela doença em Rondonópolis.

Mato Grosso registou este ano 462 casos de chikungunya e 243 notificações de zika vírus. O Estado tem comprovado, em 2020, um óbito por chikungunya.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho