Hoje: 06/07/2020
    Horas: 00:00:00
×
Mãe mata filha de 4 anos com tiro e comete suicídio em Minas Gerais

Mãe mata filha de 4 anos com tiro e comete suicídio em Minas Gerais

  • 24/06/2020
  • Estado de Minas

Uma tragédia mexeu com a população de Sete Lagoas nesta segunda-feira. De acordo com a Polícia Militar, a mãe Fabiana Aparecida Fernandes Teixeira Nascimento, de 46 anos, matou a filha, Laura, de apenas quatro anos, com um tiro na cabeça, e depois tirou a própria vida com a arma. Tudo ocorreu na casa da família, no Bairro Nova Cidade.

O local ficou cheio de curiosos. Vizinhos ficaram abalados ao saber do caso.

Segundo o marido da vítima, Darlys Nascimento, ele saiu de casa às 9h20 para resolver um problema particular, deixando em casa a mulher, a filha e dois filhos, Darlys Júnior, de 19 e um de 14. Ao retornar, às 10h30, deparou com os dois filhos em pranto, na porta de casa.

Os filhos contaram que, logo que o pai saiu, a mãe pediu que fossem ao Supermercado efetuar algumas compras. Ao retornarem, encontraram a porta do quarto do casal trancada. Bateram e chamaram pela mãe, mas como ela não respondeu, arrombaram e adentraram, encontrando a mãe e a irmã mortas, caídas numa grande poça de sangue.

Desesperados, saíram correndo da casa, até a chegada do pai.

Segundo os vizinhos, um estampido foi ouvido, vindo da casa de Darlys e Fabiana. Em seguida, um segundo tiro, mas todos pensavam que seria de bombas de festa junina.

Darlys, no entanto, contou que a mulher andava depressiva, se culpando por ter tido uma filha com mais de 40 anos. A história foi confirmada pela irmã de Fabiana, Jaqueline Fernandes.

Ela contou que Fabiana havia dito, há 15 dias, que tinha medo de que a filha fosse discriminada por ser muito mais nova que os irmãos.

O caso foi encaminhado à Delegacia de Homicídios de Sete Lagoas, e as investigações estão a cargo da delegada Marisa Andrade.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho