Hoje: 08/07/2020
    Horas: 00:00:00
×
Globo expõe que caos nos hospitais de VG e Cuiabá motivam quarentena rígida

Globo expõe que caos nos hospitais de VG e Cuiabá motivam quarentena rígida

  • 24/06/2020
  • Folhamax

O decreto da quarentena coletiva em Cuiabá e Várzea Grande foi destaque em rede nacional, na edição desta terça-feira (23), do Jornal Hoje, da Rede Globo. Em aproximadamente três minutos, a reportagem citou como a medida tenta minimizar a situação caótica de familiares e pacientes com Covid-19, que apelam por uma vaga Unidade Terapia Intensiva (UTI) da rede pública. 

Desesperada, Roseli Dias, conta que o marido foi diagnosticado com Covid e está em estado grave na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Várzea Grande. Além disso, Dias conta que ela e os filhos estão isolados com sintomas da doença, mas não conseguem fazer o exame.

No vídeo, ela chega a implorar a prefeita Lucimar Campos (DEM), por uma vaga na UTI ao companheiro. A cidade que recebeu R$ 93 milhões do Governo Federal para o enfretamento da pandemia, registra um dos piores colapsos do sistema público de Saúde. 

“Por favor nos ajude, coloca ele na UTI para mim. Não deixe uma pessoa trabalhadora deixar de viver por falta de cuidados. Ele passou mal e tiveram que entubar ele urgente, eu estou aqui implorando pela ajuda de vocês, que consigam uma vaga para ele urgente”, lamentou. 

Oficialmente, Mato Grosso já tem 85% dos leitos já estão ocupados. Diante disso, a indisponibilidade nas vagas de UTIs começam a ser traduzidos nos números de óbitos, que já chegam a 394 no Estado. O número de infectados já é de 10.270. 

Nos hospitais, o cenário é desespero, com várias pessoas que buscam por atendimento. O pai da manicure Stefani Marines Silva morreu sem um leito na madrugada desta quarta. “Eles falaram que ia surgir uma vaga e ele seria a primeira a pessoa a ir, sendo que tinha três pessoas com a mesma situação”, disse. 

As duas cidades são as mais populosas de Mato Grosso e foram classificadas como de alto risco para o contágio do novo coronavírus. Por isso, terão que adotar medidas restritivas mais rigorosas por determinação da justiça, que decretou a quarentena coletiva obrigatória. 

A decisão começa a valer nesta quinta-feira (25). Durante 15 dias só poderão funcionar os serviços essenciais como mercados, farmácias e unidades de Saúde, por exemplo. Além disso, o Governo de Mato Grosso terá que apresentar um plano para abertura de novos leitos. 

O juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Luiz Antonio Saboia, reafirmou que a medida seria indispensável nesse momento crítico. “A uma necessidade de contenção e prevenção. Devemos lembrar que o princípio e o bem maior deve ser a proteção da vida e da saúde da população”, concluiu. 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho