Hoje: 12/07/2020
    Horas: 00:00:00
×
Ministro da Saúde: Brasil pode assinar nesta semana acordo para produzir vacina contra a Covid-19

Ministro da Saúde: Brasil pode assinar nesta semana acordo para produzir vacina contra a Covid-19

  • 24/06/2020
  • Jovem Pan

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta terça-feira (23) que o governo federal pode assinar nesta semana um acordo para que o Brasil produza a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, da Inglaterra.

“Com a vacina da Universidade de Oxford, da AstraZeneca, estamos fechando coma a Casa Civil a assinatura do compromisso de participação do Brasil. Já estamos com a ligações paralelas com a Universidade e com a AstraZeneca já bem adiantadas, envolvendo a Fiocruz, a Bio-Manguinhos. E a Casa Civil está analisando essa assinatura para os próximos momentos, de hoje para amanhã, para esta semana”, afirmou em sessão com senadores e deputados federais.

A vacina já está sendo testada no Brasil. A Fundação Lemann, que patrocina o estudo no país, informou nesta segunda-feira (22) que os primeiros testes com voluntários começaram em São Paulo no fim de semana.

Segundo Pazuello, o governo também estuda parcerias similares para outras vacinas que se mostraram promissoras contra a Covid-19. “As outras iniciativas são referentes à Moderna, que é americana, e a uma chinesa, talvez na mesma linha daquela de São Paulo. Isso nós estamos trabalhando em paralelo. E, sim, é o objetivo número um do SUS e do ministério que a gente tenha acesso e entrada direta junto à estrutura de fabricação, para que a gente não perca o bonde, para podermos participar e ter a liberdade de fabricar a vacina, de não só a comprar, mas também de fabricá-la”, afirmou.

Com relação aos medicamentos utilizados no tratamento da Covid-19, o ministro interino disse que a pasta tem trabalhado com fabricantes para evitar desbastecimento.

“Nós estamos trabalhando direto com os fabricantes. Fazemos reuniões direto com a indústria nacional. Estamos acompanhando essa variação, e não nos pareceu ainda, pelo que foi visto em termos de fabricação e em termos de dobrar a capacidade de produção, que a nossa indústria não tenha condição de nos apoiar. O Ministério está fazendo outra estratégia de reserva para o caso de haver uma necessidade efetivamente emergencial nesse ou naquele município, nessa ou naquela instituição. Se não houver apoio mútuo para se resolver isso ou se a indústria não tiver conseguido entregar, a gente vai fazer esse aporte, para que não haja falta efetiva de medicamento aqui”, apontou.

Apesar da fala de Pazuello, ainda não há nenhum medicamento com eficácia comprovada contra a Covid-19. Uma das drogas estudadas pelo governo brasileiro era Annita, um vermífugo. “Ele foi um medicamento que ainda não tem uma comprovação científica definida e tem sido usado como preventivo. Mas o Ministério não se posicionou ainda por não termos uma resposta científica já concordada”, explicou.

 

*Com Agência Senado

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho