Hoje: 06/07/2020
    Horas: 00:00:00
×
Brasil recebe primeiro lote de ventiladores pulmonares dos EUA

Brasil recebe primeiro lote de ventiladores pulmonares dos EUA

  • 29/06/2020
  • Ministério da Saúde

Nesta sexta-feira (26), os Estados Unidos anunciaram a entrega do primeiro lote, com 200 ventiladores pulmonares, de um total de mil, doados pelo governo americano ao Brasil

 

O Brasil, por meio do Ministério da Saúde, recebeu, nesta sexta-feira (26), os primeiros 200 ventiladores pulmonares doados pelo governo dos Estados Unidos. Esse é o primeiro lote de um total de mil ventiladores que serão enviados ao Brasil para apoiar o atendimento da população brasileira no enfrentamento à Covid-19. O equipamento é um insumo estratégico utilizado nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e que serão distribuídos de acordo com a demanda de estados e municípios, levando em consideração a variação da curva epidemiológica e a estrutura para instalação.  

A cerimônia virtual foi conduzida pelo diretor da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), no Brasil, Ted Gehr, e contou com a participação do chefe de gabinete da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), William Steiger; do embaixador dos EUA, Todd C. Chapman; do embaixador Moretti, Secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Itamaraty; e do secretário Executivo do Ministério da Saúde do Brasil, Elcio Franco, que representou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello.

“Acabamos de receber o primeiro lote de 200 ventiladores pulmonares doados pelos Estados Unidos da América, de um total de mil equipamentos. Essa doação é, sem dúvida, fruto do bom relacionamento que o presidente Jair Bolsonaro vem construindo desde janeiro de 2019 com o presidente Donald Trump. Fizemos importante esforço institucional para agilizar ao máximo a entrada desse lote no país, já que os hospitais brasileiros precisam desse equipamento tão estratégico para salvar vidas”, afirmou o secretário Executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco.

O secretário Elcio explicou que o Ministério da Saúde atualiza diariamente o plano de distribuição dos ventiladores pulmonares e fecha um planejamento semanal. “São estuadas todas as demandas dos secretários estaduais, que têm seus planos de contingência, com apoio dos conselhos Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Levantamos as demandas mais prementes em todos os municípios do país, e estabelecemos as prioridades. Ainda com o apoio desses agentes, realizamos um plano logístico, de acordo com a variação da curva epidemiológica, com a necessidade de cada cidade e com a capacidade de colocar rapidamente esse insumo estratégico em operação”. Ele reforçou que essa dinâmica vale, tanto para os equipamentos que em estoque quanto os doados pelos EUA.

“O Brasil e os EUA têm uma longa história de parceria, inclusive em questões em desenvolvimento. Por isso, estamos aqui hoje, para que juntos possamos enfrentar a ameaça da Covid-19. A doação desses ventiladores simboliza o compromisso forte entre os dois países. Desde março deste ano, o valor da nossa cooperação com o Brasil representa US$ 15,5 milhões na resposta à pandemia”, destacou o chefe de gabinete da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), William Steiger.

“A Covid é um desafio para os EUA, o Brasil e o Mundo. Nesta semana, cumprimos com o compromisso do presidente Donald Trump feito com o presidente Jair Bolsonaro, de entregar os primeiros ventiladores pulmonares. O Brasil é prioritário para nós e é um dos primeiros países do Mundo a receber esse carregamento de ventiladores pulmonares”, afirmou o embaixador dos EUA, Todd C. Chapman.

 

CENÁRIO NACIONAL

 

A saúde pública brasileira já conta com o reforço de 4.435 ventiladores pulmonares entregues pelo Governo do Brasil, por meio do Ministério da Saúde, para auxílio no atendimento aos pacientes com COVID-19. Os equipamentos foram entregues em todos os estados e no Distrito Federal. A compra e distribuição dos ventiladores pulmonares é parte do apoio estratégico do Governo do Brasil no atendimento aos estados.

Desse total, 2.510 são ventiladores de UTI e 1.925 de transporte, que também podem ser usados em unidades intensivas. Somente entre os dias 9 e 15 de junho foram entregues 661 equipamentos.

As entregas levam em conta a capacidade instalada da rede de assistência em saúde pública, principalmente nos locais onde a transmissão está se dando em maior velocidade. A aquisição destes equipamentos é de responsabilidade dos estados e municípios. Mas, diante do cenário de emergência em saúde pública por conta da pandemia do coronavírus, o Ministério da Saúde utilizou o seu poder de compra em apoio irrestrito aos gestores locais do SUS.

No início da pandemia, o Brasil contava com 65.411 ventiladores pulmonares, sendo que 46.663 estavam disponíveis no SUS. Além da aquisição de ventiladores pulmonares, o Ministério da Saúde já habilitou mais de oito mil leitos de UTI em todo o Brasil para atendimento exclusivo a pacientes com coronavírus.

 

Por Regina Xeyla, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-2535/2351

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho