Hoje: 11/07/2020
    Horas: 00:00:00
×
Sinop: mesmo com proibição narguilés e bares continuam colocando mesas nas calçadas; multas passam de R$ 47 mil

Sinop: mesmo com proibição narguilés e bares continuam colocando mesas nas calçadas; multas passam de R$ 47 mil

  • 30/06/2020
  • Só Notícias

Mesmo com a proibição da prefeitura de Sinop/MT , uma parcela dos narguilés e bares continua colocando mesas nas calçadas (principalmente à noite) onde clientes ficam próximos, aglomerados e aumentando o risco de contaminação do Covid-19. A decisão de proibir mesas e cadeiras nas calçadas foi justamente para reduzir o risco de contágio porque a maioria dos clientes não fica com máscaras.

Desde a definição da proibição por parte da prefeitura, seguindo recomendação do Ministério Público, diversos locais já foram notificados e multados por desrespeitarem a regra, mas ainda assim há locais desrespeitando a determinação.

As calçadas, muitas vezes, são usadas por esses estabelecimentos como extensão para atendimento ao público. Alguns desrespeitam completamente quem precisa passar, que é obrigado a “desviar” e andar pela rua enquanto que no passeio público, tem mesas, cadeiras, pessoas bebendo, se alimentando e formando aglomerações.

O secretário municipal de Trânsito e Transporte Urbano Hermann Friederich, informou, hoje, que foram aplicadas 15 multas de R$ 2,8 mil e uma de R$ 5,6 mil em um estabelecimento reincidente, totalizando R$ 47,6 mil. “Até o momento nenhum local foi lacrado, mas a partir da terceira penalização vamos fechar as portas do estabelecimento e caçar o alvará de funcionamento. As duas primeiras penalizações são com multas”, prometeu.

À época da proibição, o promotor Pompílio cobrou da prefeitura a liberação das calçadas e deixou claro que, para diminuir as aglomerações e evitar o lockdown, e também expôs a necessidade das calçadas estejam livres para o pedestre transitar seja de dia ou à noite.

Atualmente, a situação ainda é agravada em decorrência da taxa de ocupação de UTIs. No Estado dos 238 leitos há apenas 14 vagas e a taxa de ocupação é de 94%, a maior registrada até agora. Em Sinop, a situação é considerada gravíssima. No hospital regional há 20 leitos e todos estão ocupados.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho