Hoje: 13/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Primeira inteligência artificial para imóveis chega a Mato Grosso

Primeira inteligência artificial para imóveis chega a Mato Grosso

  • 23/07/2020
  • Mídia News

Quando falamos sobre futuro, falamos sobre facilidades. Nada de carros voadores, roupas prateadas ou robôs dominando humanos, mas sobre aliar tecnologia e inteligência para oferecer a melhor experiência para os consumidores.

  

Pensando nisso, Mato Grosso acaba de receber a primeira inteligência artificial do Estado para compra de imóveis: a assistente virtual EVA, da incorporadora Echer, que há 10 anos atua em Mato Grosso construindo moradias e realizando sonhos.

  

Seguindo tendências de grandes empresas do Brasil e do mundo, em Mato Grosso a construtora tem apostado cada vez mais na tecnologia em seus processos, visando proporcionar uma experiência completa ao seu usuário, tanto no momento de avaliação quanto de decisão de compra.

 

Precisamos, cada vez mais, estar onde nosso cliente está, ainda mais na atual situação do Brasil e do mundo

 

Com a EVA isso se tornou cada vez mais possível: agora quem acessar o site da Echer conta com respostas rápidas e instantâneas da EVA para tirar dúvidas e pode se comunicar com a empresa com mais proximidade. Além do atendimento personalizado, com a EVA também é possível fazer simulações online, fazer análises de crédito em tempo real e interagir com a mesma confiança de um consultor de imóveis.

Segundo pesquisas publicadas na Chatbots Magazine, 69% dos consumidores preferem interagir com chatbots, uma vez que oferecem respostas rápidas, sejam simples ou complexas, enquanto 67% dos Millennials dos EUA seguem a tendência de comprar produtos e serviços de marcas que usam assistentes virtuais. 

De acordo com o gerente comercial da Echer, Eduardo Cathoud, a EVA já está pronta para interagir com as pessoas e, mais que oferecer uma boa experiência para o usuário, o intuito é utilizá-la de forma dinâmica e tecnológica para entender e se aproximar do público.

  

“Precisamos, cada vez mais, estar onde nosso cliente está, ainda mais na atual situação do Brasil e do mundo. Também é preciso considerar que os clientes estão cada vez mais perspicazes nas plataformas digitais e, muitas vezes, já chegam até nós sabendo o que querem. Por isso, queremos que tenham um atendimento completo e visamos manter a humanização em nosso trato com o cliente: sempre estivemos e sempre estaremos com um sorriso no rosto para oferecer a melhor experiência ao cliente, e com a EVA não será diferente”, frisa Cathoud.

  

Grupo Echer

 

Com 10 anos de atuação no mercado de imóveis, o Grupo Echer têm empreendimentos em Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Água Boa, Canarana e Querência.

A Echer já conta com a Central de Inteligência e Central de Atendimento ao Cliente 24 horas e agora aposta na transformação digital para estreitar cada vez mais seus laços com os clientes.

Ao longo dos anos, mais que entregar imóveis e sonhos no prazo combinado, a Echer prezou pela preocupação com o consumidor final. Por isso agora está lançando uma nova forma de se comunicar mais direta, fácil e desburocratizada, que além da inteligência virtual Eva, conta com estrutura completa de site, blog e redes sociais, para informar sobre seus empreendimentos e tudo o que envolve o mercado de imóveis.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho