Hoje: 13/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Idosa fica sobre a montanha de lixo que acumulou para evitar que a prefeitura limpe o local, em Goiânia

Idosa fica sobre a montanha de lixo que acumulou para evitar que a prefeitura limpe o local, em Goiânia

  • 26/07/2020
  • G1 GO

Uma idosa escalou e ficou sobre uma montanha de lixo para evitar que a prefeitura de Goiânia faça a limpeza do local, que fica na 3ª Radial, no Setor Pedro Ludovico. Os moradores do imóvel - mãe e filho idosos - já foram autuados seis vezes para limpar o imóvel que acumula recicláveis e inservíveis desde 2012. Uma decisão judicial autoriza a retirada de lixo de qualquer imóvel da capital que apresente riscos de proliferação do mosquisto Aedes aegypti.

A limpeza começou a ser feita na manhã desta quinta-feira (23). A ação conta com equipes da Diretoria de Vigilância em Zoonoses, Comurg, Guarda Civil Metropolitana, Samu e a equipe psicossocial do Distrito Sanitário Sul.

Segundo a prefeitura de Goiânia, mesmo com as autuações, os moradores do imóvel não limpavam o local, nem permitiam que os recicláveis e inservíveis fossem retirados. Foram oferecidos tratamentos para que a família se desapegasse do material que acumulava, mas eles não aceitaram. Por isso, a retirada foi compulsória.

O coordenador de fiscalização da diretoria de Vigilância em Zoonoses, Jadson Moreira, disse que o local oferecia risco de proliferação do mosquito Aedes aegypti, que pode gerar doenças como a dengue, zika e chikungunya. Além disso, segundo Moreira, há risco de incêndios por conta dos materiais inflamáveis.

"Já retiramos oito caminhões de lixo e não chegamos nem na metade, esse trabalho deve durar três dias, é uma ação grande. Todas as medidas administrativas foram feitas e até uma intimação com prazo de 10 dias, mas os proprietários não limparam o imóvel. Eles apresentaram resistência quando chegamos mas estão sendo acolhidos pela equipe psicossocial do Distrito Sanitário Sul", disse Jadson.

 

Reclamação de comerciantes

 

Os comerciantes da 3ª Radial reclamam que o lixo acumulado invade a calçada e gera transtornos, como mau cheiro, presença de insetos e larvas, além de uma enorme poluição visual. Segundo eles, os proprietários do imóvel precisam escalar a "montanha" de resíduos para entrar e sair da casa.

Um dos comerciantes, que tem um estabelecimento em frente ao lixão, disse que a situação do lixo acumulado é antiga. “Moro aqui há 15 anos e desde quando cheguei é assim. Tem muita gente que já tentou tirar o lixo daí e nunca conseguiu”, contou.

 

Decisão

 

A decisão foi proposta pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) como Ação Civil Pública, com pedido de tutela provisória de urgência antecipada.

O juiz Carlos Magno Rocha da Silva autorizou em caráter geral a entrada de agentes e seus auxiliares da Secretaria Municipal de Saúde nos imóveis de Goiânia, em que os proprietários se recusem a promover a limpeza e a retirada de materiais caso a situação favoreçam a disseminação do Aedes aegypti.

 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho