Hoje: 06/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Cumprimento da Lei Estadual que proíbe cortante nas linhas de pipas é cobrada por parlamentar

Cumprimento da Lei Estadual que proíbe cortante nas linhas de pipas é cobrada por parlamentar

  • 28/07/2020
  • MT Notícias

O vereador Mauricio Gomes – PSB pede através do requerimento n° 166/2020 que a município cumpra a Lei Estadual nº 8.845, de 26 de março de 2008, que proíbe a utilização de cerol ou qualquer outro tipo de material cortante nas linhas de pipas ou similares, realizando a fiscalização sobre os infratores. Segundo a Lei Estadual, aquele que soltar pipa utilizando cerol ou qualquer outro tipo de material cortante deve ser penalizado em 10 UPFs. No caso, se o infrator tiver idade inferior a 18 anos, o responsável legal do menor deverá responder pela ação.

Segundo o vereador nesta época do ano, quando ventos estão mais fortes favorecendo a prática da diversão comum entre as crianças e adolescentes, mas, intencional ou não, a lei busca a prevenção antes que um mal maior aconteça e os acidentes de todos os anos se repitam com motociclistas ou ciclistas. “ A prática de colocar cerol, que é uma mistura geralmente de cola com vidro em pó ou finos metais na linha, para que ela fique cortante e, com isso possa derrubar as demais pipas torna a brincadeira muito perigosa. O costume de aplicar cerol à linha pode transformá-la em uma arma mortal”, pontuou

Os perigos do uso do cerol vão mais além, o vidro também é um condutor de energia e se o fio com cerol pegar na rede elétrica, a pessoa que está empinando a pipa pode morrer eletrocutada. Para brincar tranquilo, sem o perigo de ferir alguém, só com barbante de algodão. Nem os fios de nylon (de pesca) são indicados, pois cortam tanto ou mais que a linha que contém o cerol.

Gomes explicou que não é contra a diversão de empinar pipa, desde que se pratique em local aberto sem transito de veículo e pessoas e não utilize material cortante.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho