Hoje: 10/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Covid-19: pesquisadores identificam 21 remédios que inativam o vírus

Covid-19: pesquisadores identificam 21 remédios que inativam o vírus

  • 29/07/2020
  • Science Alert

Um grupo de pesquisadores identificou 21 medicamentos já existentes que podem ter eficácia contra a Covid-19. Os remédios testados conseguiram inativar o vírus numa cultura de células em laboratório, mas ainda não foram testados em humanos. Publicado na revista Nature, o estudo dá os primeiros passos para que se proponha um tratamento alternativo enquanto drogas específicas para a doença não são fabricadas. 

Para chegar aos resultados, os cientistas analisaram 12 mil drogas pertencentes a uma coleção mundial de medicamentos chamada "ReFRAME Drug Repurposing Library". A grande maioria das substâncias não teve efeito algum, mas cerca de 100 impediram a multiplicação do vírus. Dessas, apenas 21 mostraram eficácia em doses seguras para humanos. 

"Este estudo expande significativamente as opções terapêuticas possíveis para pacientes com Covid-19, especialmente considerando que vários dos compostos testados já possuem registros de segurança clínica em humanos", afirmou o virologista Sumit Chanda, um dos autores da pesquisa. 

 

Potencial do remdesevir

 

Um dos remédios que obtiveram bons resultados foi o remdesivir, criado originalmente para combater o ebola. Outros estudos já haviam demonstrado o potencial da droga contra o novo coronavírus.

Um deles, publicado em maio na revista The New England Journal of Medicine, indicou que a substância reduz o tempo de infecção pela Covid-19. Outro, divulgado na própria Nature, mostrou o efeito positivo do remédio em macacos. 

Em maio, o remdesivir foi aprovado em caráter emergencial para tratamento de casos graves de Covid-19 nos Estados Unidos. No Brasil, testes com o medicamento foram autorizados pela Anvisa em junho. 

Outras quatro drogas tiveram sucesso quando associadas ao remdesevir: ONO 5334, originalmente desenvolvida para testes contra artrite reumatoide; apilimod, usada no tratamento de doenças autoimunes; clofazimina, utilizada contra a hanseníase; e hanfangchin A, que combate a cirrose hepática. 

"Este relatório fornece à comunidade científica um arsenal maior de armas em potencial que podem ajudar a controlar a pandemia global em curso", completa Chanda. 

É de suma importância destacar que os resultados não foram testados em humanos e, portanto, estas drogas não devem ser utilizadas, a menos que haja indicação médica. Os remédios agora serão testados em pequenos animais e mini pulmões criados em laboratório.  

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho