Hoje: 10/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Condenados da Justiça que receberam o Auxílio Emergencial são alvos de operação no Amapá

Condenados da Justiça que receberam o Auxílio Emergencial são alvos de operação no Amapá

  • 30/07/2020
  • G1 AP

Polícia Civil fez diligências nesta quarta-feira (29) para cumprir de 50 mandados de prisão temporária ou definitiva na 2ª fase da operação Ladino.

 

A Polícia Civil do Amapá deflagrou nesta quarta-feira (29) nos 16 municípios do estado a 2ª fase da operação "Ladino". A ação teve como alvo condenados e foragidos da Justiça que se cadastraram e receberam o Auxílio Emergencial do governo federal de R$ 600. Ao todo, dos 55 mandados de prisão temporária ou definitiva, 45 foram cumpridos.

A descoberta dos criminosos aconteceu por meio do cruzamento dos pagamentos feito pelo banco de dados da Controladoria-Geral da União (CGU) com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O benefício foi pago nos próprios CPFs dos condenados.

De acordo com o chefe da Polícia Civil do Amapá, delegado Uberlândio Gomes, mais de 400 nomes que teriam recebido o valor de forma indevida foram repassados à corporação. Porém, a operação foi dividida em fases para preservar a saúde dos presos e agentes.

"Não podemos de uma forma irresponsável colocar centenas de pessoas em uma cela. Tem que ter essa cautela para preservar a integridade física e a saúde do preso, como também de nossos policiais. Por isso a gente vem fazendo esse 'fatiamento' na operação", explicou.

Entre os investigados, há condenados e procurados pelo envolvimento em crimes como homicídio, estupro, latrocínio, roubo e tráfico de drogas. A ação aconteceu na capital e municípios do Amapá.

Após o fim das diligências, a Polícia Civil detalhou os crimes dos presos capturados na operação, entre eles dois latrocidas: um deles condenado pela morte de um idoso a pauladas em 2003 em Macapá e outro que matou a vítima após roubar a bicicleta dela, em 2008 também na capital.

Os presos foram encaminhados ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval.

Na 1ª fase da "Ladino", ocorrida em junho, os agentes cumpriram 67 mandados de prisão. O auxílio-emergencial é destinado a autônomos mães de família e desempregados que tiveram a renda afetada pela pandemia do novo coronavírus.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho