Hoje: 13/08/2020
    Horas: 00:00:00
×
Produtores planejam construir usina de etanol e investir R$ 652 milhões em MT

Produtores planejam construir usina de etanol e investir R$ 652 milhões em MT

  • 31/07/2020
  • Só Notícias

Um grupo empresarial está se articulando para instalar uma usina de etanol de milho em Nova Ubiratã/MT. Segundo o prefeito Valdenir José dos Santos, o grupo é formado por produtores do município e de Sorriso. A planta para processamento de milho deverá ter investimentos de R$ 652 milhões.

A previsão apresentada pelos empresários é de que a instalação da usina gere 250 empregos diretos e 1,8 mil indiretos. Também vai resultar em um ganho de arrecadação de R$ 60 milhões por ano para o município. “Hoje arrecadamos R$ 60 milhões. Ou seja, vamos dobrar o rendimento do município. Ela vai ter uma folha de pagamento em R$ 1,7 milhão, pouco mais que a folha da prefeitura hoje. Então, vamos crescer em dois anos, o que iria crescer em dez. O investimento deles equipara a 11 anos de nossa arrecadação”, disse o prefeito.

O complexo industrial será instalado na entrada da cidade, na MT-242, em uma área de 1 mil hectares. “Vai ser bastante parecida com a (usina de etanol) em Sinop, na entrada da cidade, com posto de combustíveis. A diferença é que eles compraram uma área muito grande, para trabalhar, também, com confinamento, criação de gado, agricultura familiar, integração DDG com a linha de leite, plantação de eucalipto. Vai ser um projeto muito legal”, afirmou Valdenir.

De acordo com o projeto apresentado pelos empresários, o complexo industrial será composto por uma planta para moagem de milho para produção de etanol (hidratado e anidro), DDGS (alta proteína e alta fibra) WDG, óleo de milho e energia elétrica através da cogeração com utilização de biomassa.

Segundo o prefeito, a empresa já protocolou os pedidos de licenças ambientais na secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). A previsão é que as obras comecem ainda este ano e o complexo esteja em funcionamento em julho de 2022. Nas próximas semanas, de acordo com Valdenir, a prefeitura deve encaminhar projetos para a câmara municipal, solicitando incentivos para a instalação da indústria.

Esta semana, o projeto foi discutido por meio de uma videoconferência, que reuniu representantes da empresa, do poder público e da sociedade civil. A intenção, segundo Valdenir, era apresentar o projeto em uma audiência pública, o que acabou não sendo possível em razão da pandemia do Coronavírus.  “A gente está tratando deste projeto há dois anos e estava programada uma reunião para apresentar o projeto à sociedade. Fizemos via virtual”, apontou o gestor.

Conforme Só Notícias já informou, outra indústria de etanol de milho que deve entrar em operação, em breve, é a da Inpasa, em Nova Mutum/MT. Em julho, a Sema autorizou o funcionamento da unidade, que terá capacidade para produzir de 900 mil a 1 milhão de litros de álcool por dia. A moagem de milho será de até 2,3 mil toneladas por dia, podendo chegar a 800 mil toneladas por ano

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho