Hoje: 22/09/2020
    Horas: 00:00:00
×
Câncer de pele corresponde a 33% dos diagnósticos da doença no Brasil

Câncer de pele corresponde a 33% dos diagnósticos da doença no Brasil

  • 05/08/2020
  • Diário do Litoral

O câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de um terço de todos os tumores malignos registrados no País, aponta estudo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Ao contrário do que acontece quando há melanoma, versão que corresponde a apenas 3% dos casos de câncer de pele e é mais agressiva, a doença sem o tumor cutâneo possui grandes chances de cura se diagnosticada precocemente, informa a entidade.

Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA), órgão auxiliar do Ministério da Saúde, mais de 175 mil novos casos de câncer de pele não melanoma foram registrados no Brasil em 2020, sendo pouco mais de 53% mulheres. No mundo, os países com maior incidência da doença são a Austrália e a Nova Zelândia, locais onde a população possui predominantemente a cor de pele mais clara.

 

O que provoca o câncer de pele

 

Basicamente, o maior causador da doença é o excesso de exposição aos raios ultravioleta do sol. Pessoas de pele clara, baixa imunidade, idade avançada ou com histórico da enfermidade na família devem ter cuidado redobrado e se submeter a exames preventivos regularmente.

A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele, formando camadas e lesões. Dentre os tipos de câncer de pele não melanoma, os mais comuns são os carcinomas basocelulares e epidermoides, sendo, o primeiro, uma versão menos agressiva, enquanto o outro pode apresentar metástase (espalhamento de tumores pelo resto do organismo).

 

Sinais e sintomas

 

As áreas do corpo que ficam mais expostas aos raios solares, como rosto, pescoço e orelhas, são onde podem surgir os primeiros sinais da doença. O câncer de pele não melanoma se apresenta a partir do surgimento de manchas na pele, pintas, eczemas, coceira, ardência, descamação da pele, não cicatrização de feridas e sangramentos.

Ao se deparar com algum desses sintomas, a pessoa deverá se consultar com um médico dermatologista que atue em clínica especializada em tratamento de doenças de pele, para uma avaliação e, também, para evitar que o quadro evolua. É importante reiterar que somente exames clínicos ou biópsia são capazes de diagnosticar o câncer de pele. Nesse caso, o paciente deve procurar também um oncologista.

Segundo especialistas, a forma mais eficaz de prevenir ou diagnosticar cedo esse tipo de doença é o autoexame, a fim de detectar lesões e anormalidades na pele, e procurar imediatamente um dermatologista.

 

Tratamento

 

Em casos de carcinoma basocelular e espinocelulares, tumores não melanoma de maior incidência, o tratamento mais indicado é o procedimento cirúrgico. Já para quadros de ceratose actínica (lesão precursora do câncer de pele), carcinoma basocelular superficial e carcinoma epidermoide in situ, recomenda-se a terapia fotodinâmica, quando se utiliza um creme fotossensível posterior à aplicação de uma fonte de luz.

Outras opções são a criocirurgia (congelamento de tumores menores por nitrogênio) e a imunoterapia (processo no qual o próprio organismo elimina células cancerígenas), cujas indicações necessitam ser feitas por um especialista experiente

 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho