Hoje: 24/10/2020
    Horas: 00:00:00
×
Homem não aceita fim de festa e destrói móveis de mansão em Cuiabá

Homem não aceita fim de festa e destrói móveis de mansão em Cuiabá

  • 21/09/2020
  • Folhamax

Um jovem destruiu a mansão de um amigo durante uma festa particular na madrugada desse domingo (20) no bairro Santa Rosa, em Cuiabá. O rapaz ficou revoltado após o dono da casa por fim na “resenha”.

Ele quebrou vários móveis e objetos da residência. Segundo estimativa, o prejuízo é de R$ 35 mil.

A confusão ocorreu após um morador da casa, um rapaz 24 anos, chamar o amigo para uma para curtir uma festa com algumas meninas. O convite surgiu quando ambos bebiam num bar na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA).

Após deixarem o estabelecimento, o amigos e três mulheres foram até a casa do rapaz no Santa Rosa. No local, ficaram ouvindo música e bebendo, até que ocorreu um desentendimento e o dono da residência decidiu acabar com a festinha. 

O rapaz ficou revoltado com a decisão e começou a xingar e agredir o dono da casa, que tentou controlar a situação. Exaltado, o homem chutou a perna do proprietário da residência e foi para cima dele. Ambos travaram uma briga com socos e chutes.

Fora de controle, o rapaz começou a ameaçar de morte o dono da casa e jogou uma garrafa de whisky contra ele. Os demais convidados tentaram conter a briga.

Em dado momento, o homem começou a quebrar televisões, as portas dos quartos e equipamentos de som. O “amigo” ainda quebrou toda a cozinha e o portão da casa. 

Enquanto o dono da residência olhava os prejuízos causados ao imóvel, o suspeito foi para o lado de fora e ainda quebrou o vidro da frente do carro da vítima.

O dono da casa registrou um boletim de ocorrência por ameaça e dano, onde afirma que, com o ocorrido, teve um prejuízo de cerca de R$ 35.700.

O jovem que havia organizado festa não estava no local – havia saído para comprar gelo e energético – e quando chegou com sua namorada, foi informado dos acontecimentos e que a festa estava encerrada.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho