Hoje: 16/11/2019
    Horas: 00:00:00
×
Conta de luz deve ter cobrança adicional em julho

Conta de luz deve ter cobrança adicional em julho

  • 30/06/2017
  • VEJA

As contas de luz deverão ter em julho bandeira tarifária amarela, o que significa a cobrança de um valor adicional aos consumidores. A culpa é a expectativa de chuvas menos abundantes no próximo mês em comparação com junho, quando a bandeira ficou no patamar verde, que não gera custos adicionais.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deverá divulgar nesta sexta-feira qual será a bandeira tarifária das tarifas de eletricidade em julho. A definição leva em conta projeções de chuva na área dos reservatórios das hidrelétricas e de consumo, além de outros fatores.

Um patamar amarelo representa um custo extra de 2 reais a cada 100 kilowatts-hora consumidos, enquanto a bandeira vermelha representa 3 reais adicionais.

“Para julho, a expectativa é de bandeira amarela… uma vez que os reservatórios (das hidrelétricas) se encontram em níveis críticos e as termelétricas são necessárias para garantir o suprimento no período seco. Caso contrário, terminaremos 2017 com pouca segurança”, disse em nota o grupo Delta Energia.

“A falta de chuvas nos últimos dias de junho nas regiões Sul e Sudeste reduziram consideravelmente o volume de água disponível para geração hidrelétrica nessas localidades. Esse fator deve ser determinante para que a bandeira tarifária fique amarela no mês de julho”, disse a consultoria Thymos em nota.

Geralmente, a Aneel define a bandeira tarifária como amarela quando o preço spot da eletricidade ultrapassa 211 reais por megawatt-hora, enquanto a bandeira vermelha é acionada com preços spot acima de 422 reais.

Na plataforma de comercialização de energia elétrica BBCE, contratos para julho foram negociados na quinta-feira a 216 reais por megawatt-hora, o que mostra que operadores do mercado de eletricidade preveem a necessidade de acionamento da bandeira amarela.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho