Hoje: 21/04/2021
    Horas: 00:00:00
×
Governo cogita cancelar Saeb 2021; decisão inviabilizaria Enem seriado neste ano

Governo cogita cancelar Saeb 2021; decisão inviabilizaria Enem seriado neste ano

  • 26/03/2021
  • G1

O Ministério da Educação (MEC) quer cancelar o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) de 2021, alegando limitações causadas pela pandemia e pelo orçamento reduzido da pasta.

A informação, revelada pela "Folha de S.Paulo", foi confirmada pelo G1 com fontes internas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que pediram anonimato.

Caso a suspensão realmente ocorra, será inviável implementar a nova forma de ingresso ao ensino superior prometida pelo governo: o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seriado.

No projeto inicial, estudantes que, em 2021, estivessem na 1ª série do ensino médio poderiam usar as notas do Saeb deste ano, de 2022 e de 2023 (média entre elas) para pleitear uma vaga na universidade em 2024.

 

O que é o Saeb

 

O Saeb é composto por provas de língua portuguesa e de matemática, aplicadas a cada dois anos para os alunos das redes pública e privada do 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio.

O objetivo principal é mensurar o aprendizado dos estudantes para, a partir dos resultados, elaborar políticas públicas. As provas compõem outro importante "termômetro" da educação brasileira: o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que inclui também os índices de aprovação escolar.

 

Ampliação do Saeb: mais alunos avaliados

 

Em 2020, o MEC anunciou a ampliação do Saeb, com as seguintes mudanças:

 

-os alunos de todos os anos passariam a ser avaliados (de forma gradual);

-as avaliações ocorreriam anualmente e incluiriam as quatro áreas de conhecimento, não só português e matemática;

-a partir de 2021, as notas seriam usadas no Enem seriado.

 

Caso o Saeb 2021 seja realmente cancelado, não haverá um diagnóstico da aprendizagem dos alunos na pandemia. Além disso, a implementação do Enem seriado terá de ser adiada.

Apesar das consequências, a aplicação de uma prova em todas as escolas do país demandaria salas cheias, sem distanciamento social. Não há previsão sequer para a retomada das aulas presenciais, diante do aumento de casos de Covid-19.

O G1 entrou em contato com o MEC e com o Inep para saber se a decisão final já foi tomada, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

 

Possíveis soluções

 

A presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), Maria Helena Guimarães de Castro, afirma que a pandemia realmente inviabilizaria a aplicação do Saeb para todos. Uma alternativa, segundo ela, seria eleger amostras de alunos.

 

"Seria impossível colocar todos os estudantes na sala de aula. Mas uma prova amostral poderia ajudar a ter um diagnóstico, em fevereiro de 2022, dos problemas centrais na aprendizagem", diz.

 

"Sou contra calcular o Ideb neste ano, mas a favor do Saeb para alguns grupos, sem indicação de escolas e municípios nos resultados. É importante para orientar o que deverá ser feito e para não perder a série histórica de dados."

Servidores do Inep, autarquia que organiza a prova, têm um posicionamento semelhante ao de Castro.

 

Veja vídeos de Educação:

 

"Os técnicos pensam que [o Saeb] tem de ser mantido, principalmente por causa da série histórica e do Ideb, e para ter um retrato da educação diante do contexto da pandemia. Pode até ser uma versão mais reduzida, amostral, mas precisa acontecer", afirma um dos funcionários, que pediu para não ser identificado.

 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho