Hoje: 21/04/2021
    Horas: 00:00:00
×
Sinop terá reedição da Marcha pela Família que motivou golpe militar de 64

Sinop terá reedição da Marcha pela Família que motivou golpe militar de 64

  • 08/04/2021
  • GC Notícias

Carros de som circulam pelo centro da cidade de Sinop/MT nesta quinta-feira (8), convocando a população para participar da “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”. O evento local faz parte de uma mobilização estimulada em todo país, utilizando o mesmo nome dos protestos populares de 1964 que criaram um ambiente favorável à intervenção militar.

Em Sinop, a “Marcha” será uma carreata, marcada para as 15h de domingo (11), com concentração em frente à praça da catedral. No mês passado, em 14 de março, um pequeno grupo auto identificado como “conservadores” e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, foi até a frente do Tiro de Guerra de Sinop. A mobilização pedia intervenção militar com o presidente Jair Bolsonaro no comando.

Estimulada através de grupos de Whatsapp em todo país, a Marcha deve ser reeditada nas principais capitais. O movimento tenta pegar carona na votação do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a abertura de templos e realização de cerimônias religiosas presenciais durante a pandemia. Essas medidas de restrição em função da pandemia são o que a Marcha quer combater. Pelo menos é o que dizem os textos de convocação que circulam nas redes sociais e nos carros de som.

 

PELO DIREITO DE NÃO PROTESTAR

 

A Marcha da Família com Deus pela Liberdade foi o nome dado a uma sequência de atos de protesto, em março de 1964, como resposta ao discurso do então presidente da República João Goulart, no dia 13 de março de 1964. A fala presidencial apontava reformas de base, agrárias, a desapropriação da faixa de terras laterais das rodovias e a estatização de 5 refinarias de petróleo. O discurso foi encarado como uma “ameaça comunista”. O então deputado federal Antônio Silvio Bueno, do PSD, organizou a marcha, como uma resposta dos conservadores a fala do presidente.

A Marcha levou mais de um milhão de brasileiros às ruas em protesto à ameaça vermelha. Treze dias após a primeira marcha, os militares destituíram o presidente da República e se mantiveram no comando do Brasil por duas décadas.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho