Hoje: 16/05/2021
    Horas: 00:00:00
×
Prefeituras ganham R$ 8 mil e médicos ganham R$ 1 mil por diagnóstico positivo de Covid-19

Prefeituras ganham R$ 8 mil e médicos ganham R$ 1 mil por diagnóstico positivo de Covid-19

  • 20/04/2021
  • Boatos.org

Boato – Homem denuncia esquema de prefeituras e médicos que estariam recebendo dinheiro do governo federal por diagnóstico de Covid-19. Prefeituras recebem R$ 8 mil e médicos R$ 1 mil. 

No Brasil, a situação da pandemia da Covid-19 não é, nem de longe, a melhor. O país já registra mais de 365 mil mortes pela doença no pior cenário desde o início da pandemia em terras tupiniquins.

Enquanto isso, a saúde pública e privada está à beira de um verdadeiro colapso. Diversos hospitais sequer possuem o kit intubação (com os medicamentos utilizados para amenizar a dor e o desconforto de pessoas que precisam passar pelo procedimento).

Em meio a isso, as fake news não param de pipocar. Nos últimos dias, um vídeo chamou a atenção de diversas pessoas no WhatsApp. De acordo com o homem que aparece nas imagens, prefeituras estariam recebendo R$ 8 mil, enquanto médicos R$ 1 mil, por cada diagnóstico de Covid-19. Segundo o homem, o dinheiro viria do governo federal. Ele ainda afirma que o Rio Grande do Sul teria recebido R$ 80 bilhões, enquanto São Paulo teria faturado US$ 145 bilhões por meio do esquema. Confira:

“Hoje eu não fui pedalar, resolvi dar uma caminhada, mudar um pouco meu itinerário. E encontrei com o Rafael, um amigo nosso, e o que ele me contou, eu quero repassar pra vocês. Ele passou agora 14 dias, que o médico te dá de atestado, pra que a pessoa fique 14 dias em casa quando te dá o diagnóstico de Covid. Eu falei: cara, você passou 14 dias em casa?. Ele disse: claro que não, Amauri. Eu, minha esposa e minha filha, nós recebemos os três diagnósticos de Covid. Pegamos 14 dias cada um, apresentamos no trabalho nosso e passamos 14 dias na praia. Eu falei: pera aí, querido. Como assim? Me explica essa história. O que ele me disse foi: aqui na cidade onde a gente mora, pra cada diagnóstico de Covid, a  Prefeitura embolsa R$ 8 mil. R$ 1 mil pro médico. R$ 8 mil pra Prefeitura, R$ 1 mil pro médico e dá o diagnóstico, porque, se o médico, que é a ponta do iceberg, se ele dá o diagnóstico, não tem como a Prefeitura receber os R$ 8 mil do governo federal. E pra cada óbito, e geralmente o óbito é por esse mesmo médico, a Prefeitura recebe R$18 mil. 

Aí, ele disse que esse médico, amigo dele, chegou pra ele e disse assim: Rafael, eu tenho R$ 48 mil na mão já. Tô precisando de R$ 50 mil. Então, vem tu, tua esposa e tua filha, eu vou dar o diagnóstico pra vocês três, pegar os R$ 3 mil, vai dar R$ 51 mil, eu te dou R$ 1 mil, tá bom?. Ele disse: mas rapaz, isso aí não tem problema, não tem perigo?. [Ele] disse: não, não tem perigo nenhum, fique tranquilo!. E foi o que aconteceu. O médico pegou os R$ 50 mil, completou a cota dele, como ele disse, Rafael pegou mais R$ 1 mil na mão, foram os três pra praia. Aí, eu pergunto a vocês: Covid vai acabar? Não vai acabar nunca, mas nunca. Por que que agora no feriado, sexta-feira, as prefeituras pararam a vacinação? Simplesmente, porque foi feriado. Quer dizer, vidas importam? Vidas importam coisa nenhuma, gente. É dinheiro muito que tá entrando. Sabe quanto o governo federal tiver mandando dinheiro pros estados? 

Assistam hoje o …, ele tá dizendo quanto dinheiro o governo federal ejetou nos estados. Só que no Rio Grande do Sul, o governo estadual pegou R$ 80 bilhões. Não é “mi”, gente. É “bi”. R$ 80 bilhões. O governo do seu João Doria, que é o que mais persegue o Bolsonaro, pegou 145 bilhões de dólares. Aí, eu pergunto a vocês: vai acabar a Covid? Vai nada, gente. Isso não vai acabar não. Ninguém morre de mais outra coisa no Brasil. Ninguém morre mais de infarto, ninguém morre mais de câncer, de AIDS. Só se morre de Covid, só de Covid. E se isso for verdade realmente, ele não tem porque mentir, né? Se cada médico pega R$ 1 mil na mão, meu Jesus Cristo! Êiê. Mas passa em frente à uma funerária, os caixões tão lá. Passa em frente ao cemitério, não tem velório. Então, por que é que tá morrendo tanta gente assim de Covid, gente? Agnaldo Timóteo se vacinou e morreu. Deixo esse vídeo pra vocês aí, pra vocês refletirem e pensarem, tá bom? Deus abençõe. Vou continuar aqui a minha caminhada”.

 

Prefeituras ganham R$ 8 mil e médicos ganham R$ 1 mil por diagnóstico positivo de Covid-19?

 

A informação bombou nas redes sociais, especialmente no WhatsApp, e foi um prato cheio para os negacionistas de plantão. Entretanto, a história não passa de balela.

Basta olhar para a publicação para ficar desconfiado. Ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, os erros de português e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, nas últimas semanas, informações falsas e negacionistas voltaram a inundar as redes sociais. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que um morto fumando em caminhão seria a prova de que a pandemia é uma farsa. Também a que dizia que carta enviada à Bolsonaro estaria certa ao afirmar que a pandemia não passa de uma farsa e, por fim, a que aponta que hospitais militares não teriam registrado mortes por Covid e provam que pandemia é uma farsa.

Pois bem, essa história de que prefeituras, hospitais e médicos estariam fazendo parte de um grande esquema misterioso e recebendo dinheiro por cada diagnóstico ou óbito por Covid-19 não é novidade por aqui. No início da pandemia da Covid-19 no Brasil, a equipe do Boatos.org chegou a desmentir uma história que dizia que estados estariam recebendo R$ 16 mil e hospitais R$ 12 mil por cada morte por Covid-19. Se na época a história já não fazia sentido, hoje faz muito menos.

Como ressaltado no texto, o governo federal não repassa dinheiro aos estados e municípios pelo número de mortes pela doença, mas sim pela necessidade de cada lugar (entre os requisitos, estão o número de leitos de UTI, o número de habitantes etc). Além disso, assim como no caso do ano passado, a história é completamente vaga (a denúncia é feita por um amigo que sequer sabemos se existe). Se a história realmente fosse verdadeira, seria um escândalo (entretanto, não encontramos nenhuma informação em veículos confiáveis).

Em relação aos orçamentos do Rio Grande do Sul e de São Paulo, citados no vídeo, há um erro grotesco. De acordo com uma checagem realizada pela Agência Lupa, até o momento, o Rio Grande do Sul recebeu cerca de R$700 milhões do Ministério da Saúde para combater a pandemia da Covid-19. Enquanto isso, ainda segundo a Agência Lupa, o estado de São Paulo recebeu pouco mais de R$ 2 bilhões (de reais e não dólares, como aponta o vídeo).

Por fim, o questionamento sobre a morte do cantor Agnaldo Timóteo também não faz o menor sentido. Após a vacinação, existe um período, depois da segunda dose, para que o organismo consiga gerar anticorpos para combater a doença (geralmente, de duas semanas). Agnaldo Timóteo foi internado apenas dois dias após tomar a segunda dose. Isto é, o organismo do cantor não teve tempo hábil de gerar os anticorpos necessários para protegê-lo.

Em resumo: a história que diz que prefeitura estariam recebendo R$ 8 mil e médicos R$ 1 mil para cada diagnóstico ou morte por Covid-19 é falsa! Além do vídeo apresentar as principais características de fake news (caráter vago, alarmista, erros de português e falta de fontes confiáveis), essa história já circula desde o ano passado. Se isso não bastasse, os critérios utilizados para o envio de verbas para hospitais em relação à pandemia não incluem mortes pela doença. Por fim, o homem que aparece no vídeo ainda faz afirmações falsas sobre o valor de verbas repassadas, sobre a doença e sobre o motivo da morte do cantor Agnado Timóteo. Ou seja, a história não passa de balela. Não compartilhe!

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho