Hoje: 17/10/2021
    Horas: 00:00:00
×
Saiba quem é a jornalista que jogou cerveja em PM e tem 22 passagens

Saiba quem é a jornalista que jogou cerveja em PM e tem 22 passagens

  • 14/10/2021
  • Repórter MT

A jornalista presa na madrugada de terça-feira (12), após jogar cerveja no rosto de um policial militar, foi identificada como Nildes Souza e tem uma longa ficha de denúncias, além de ter sido considerada "debochada" e agir com menosprezo ao Judiciário durante audiência de custódia, que determinou liberdade provisória com uso de tornozeleira eletrônica, em Cuiabá.

Nildes possui 22 passagens policiais, entre elas estão preservação de direto, ameaça, lesão corporal, perturbação, atrito verbal, constrangimento ilegal, vias de fato e injúria real.

A confusão aconteceu em um bar da Praça Popular. Vídeos que estão circulando nas redes sociais, mostram o momento que a Polícia Militar se aproxima do bar, após a suspeita jogar uma garrafa na viatura que fazia policiamento no local.

Um dos policiais chega perto da mulher, que joga cerveja no rosto dele. O policial entra e então começa o tumulto para conter a suspeita.

 

Audiência de custódia

 

Autuada por crime de desacato à autoridade e agressão ou ameaça a funcionário público Nildes ganhou a liberdade após pagamento de fiança, estabelecida em um salário mínimo.

Na decisão da juíza Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa, foi determinado que ela usará tornozeleira eletrônica por 90 dias.

A decisão da magistrada foi contra o pedido do Ministério Público Estadual (MPE) que solicitou que a prisão temporária fosse convertida em preventiva.

O MP afirmou que os crimes ultrapassam, caso seja condenada, os quatro anos de prisão, além de possuir 22 passagens na polícia. Entenda o caso e veja o vídeo AQUI    

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho