Hoje: 29/11/2021
    Horas: 00:00:00
×
Polícia diz que esquema com servidores da Ueap fraudou o registro de 62 mil diplomas

Polícia diz que esquema com servidores da Ueap fraudou o registro de 62 mil diplomas

  • 05/11/2021
  • G1

A Polícia Civil informou que, segundo investigação, a organização criminosa que registrava e emitia diplomas falsos por meio da Universidade do Estado do Amapá (Ueap), havia emitido pelo menos 62 mil documentos de modo fraudulento. A operação deflagrada nesta quinta-feira (4) prendeu 3 investigados.

Além dos três mandados de prisão preventiva, foram cumpridos mais 13 de busca e apreensão em Macapá durante a operação "Graduatio". Uma quarta pessoa também foi presa em flagrante por ter munição em casa.

 

Conforme a polícia, o grupo tinha participação de servidores da Ueap e chegou a criar faculdades de fachada para atrair "clientes".

"Servidores da Ueap estavam recebendo, cobrando indevidamente para fazer esse registro. O serviço é legítimo, mas estava sendo feito com aferição de vantagens. O valor normal da taxa cobrada por cada registro era R$ 70 e por esse apressamento eles cobravam um valor a mais. Dessa forma foram registrados 62 mil diplomas", explicou o delegado-geral da Polícia Civil, Uberlândio Gomes.

 

Ao todo, o grupo teria faturado mais de R$ 15 milhões em sete anos da prática criminosa.

 

Ainda de acordo com a corporação, a quadrilha também criou falsas faculdades particulares para captação de clientes interessados nos certificados de conclusão de curso, informou Gomes.

"Nessas instituições de ensino superior para o certificado ter validade, ele precisa ter um registro e esse registro é feito por uma universidade credenciada pelo MEC. A Ueap é uma instituição credenciada. Então várias instituições privadas mandavam esse certificado de conclusão de curso superior para serem registrados no Amapá. E essa organização criminosa desviava esses recursos. Ganhavam a mais e não recolhiam as taxas", detalhou o delegado-geral.

A investigação iniciou após um pedido da própria direção da universidade, que estranhou o número grande de certificados de conclusão de curso superior sendo registrados na instituição.

 

Em nota, a Ueap ressaltou que comunicou as autoridades de segurança sobre o suposto esquema e destacou que está disponível para possíveis novas solicitações de documentos e fiscalizações na universidade.

"Os fatos em apuração, em tese criminosos, foram comunicados à Polícia Civil, ao Ministério Público Estadual e ao Ministérios Público Federal pela própria Ueap, tudo devidamente documentado, ensejando o início das investigações", informou o documento.

 

 

"É uma investigação da primeira fase dessa operação. A gente identificou os cabeças dessa engrenagem criminosa. Nesse segundo momento da operação, a gente vai apontar quais foram essas pessoas que ingressaram no serviço público com diplomas falsos", disse o delegado-geral.

 

 

 

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho