Hoje: 22/08/2019
    Horas: 00:00:00
×
Funcionário é preso suspeito de assaltar frigorífico e tentar roubar pedra da vesícula do boi em MT

Funcionário é preso suspeito de assaltar frigorífico e tentar roubar pedra da vesícula do boi em MT

  • 09/05/2019
  • G1 MT

As pedras são valiosas porque têm grandes quantidades de proteínas, sódio e sais minerais. Ela é usada como remédio na Ásia e é extremamente valorizada no Oriente Médio.

Dois suspeitos de integrar uma associação criminosa envolvida no roubo de um frigorífico em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foram presos pela Polícia Civil na quarta-feira (8).

Segundo a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG), o assalto foi planejado pelo funcionário Marllon Vinicius Leite da Rosa, de 22 anos. Eles tinham o objetivo de roubar o pagamento do mês e a valiosa 'pedra da vesícula do boi', avaliada em mais de R$ 200 o grama.

Os suspeitos foram identificados pela equipe da Derf-VG como envolvidos no roubo do frigorífico, ocorrido na noite de segunda-feira (6), no bairro Souza Lima em Várzea Grande.

Na ocasião, cinco homens armados invadiram o estabelecimento e após renderem os funcionários, subtraíram diversos objetos da empresa e das vítimas.

As pedras são valiosas porque têm grandes quantidades de proteínas, sódio e sais minerais. É usada como remédio na Ásia e extremamente valorizada no Oriente Médio.

O funcionário da empresa e o comparsa, Luiz Henrique Fidélis de Figueiredo, de 24 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo majorado pelo concurso de pessoas e pelo emprego de arma de fogo e associação criminosa armada.

Um terceiro suspeito também foi identificado e está foragido.

 

Investigação

 

Assim que foram acionados do roubo, os policiais conseguiram identificar os autores do crime. Segundo as investigações, Marllon, por ser funcionário da empresa, tinha informações privilegiadas sobre a rotina, funcionamento e segurança do local.

De acordo com a delegada, Elaine Fernandes da Silva, no dia do crime, os funcionários localizaram em um dos cortes a chamada 'pedra da vesícula do boi', a qual o preço de mercado é avaliado em aproximadamente R$ 200 o grama. Marllon, por atuar no abate do gado, tinha essa informação.

Durante a ação, os criminosos foram extremamente violentos, agindo com ameaças e chegando a agredir as vítimas com coronhadas na cabeça.

Acreditando que o bem valioso ainda estava no local, ao entrarem no estabelecimento, os assaltantes exigiram o cofre e a pedra, demonstrando que tinham conhecimento do que acontecia na empresa.

Segundo a delegada, além do pagamento, os criminosos queriam roubar a pedra que foi encontrada naquele dia. A pedra do calculo biliar bovino, tem o valor econômico altíssimo, sendo usada na fabricação de medicamentos e muito valorizada no oriente médio.

Na manhã seguinte, Marllon faltou ao trabalho, fato que levantou suspeitas, uma vez que o suspeito não compareceu nem mesmo para receber o pagamento.

Dando continuidade as diligências, os investigadores foram até a casa do suspeito, que tentou fugir ao perceber a presença dos policiais, porém, acabou detido.

Em análise no aparelho celular do investigado, foi verificado que ele apagou todas as conversas por mensagens, no entanto, havia uma chamada de vídeo para Luiz Henrique.

Com a informação de que Luiz Henrique estava em uma residência em Cuiabá, os policiais foram até o endereço, onde realizaram a prisão.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho