Hoje: 22/07/2019
    Horas: 00:00:00
×
Índios prendem homem com motosserra que cortava madeira de terra indígena em MT

Índios prendem homem com motosserra que cortava madeira de terra indígena em MT

  • 13/05/2019
  • Agência da Notícia

A prisão aconteceu na manhã de sexta-feira (10) , quando os índios da aldeia Urubu Branco, próximo à Confresa resolveram capturar o extrator de madeira que atuava no território.

Segundo Xay Tapirapé, os caçadores da aldeia vêm se incomodando há dias com os barulhos de maquinários vindo da mata, e na manhã de sexta, resolveram se dirigir ao local para averiguar o que havia de errado: “alguns caçadores sempre escutam a ‘joada’ dos motosserras, mas nós pensávamos que era na cidade, no Canta Galo, mas não era. Depois nós resolvemos ir pra lá, porque os madeireiros já estão chegando perto da aldeia, então a ‘joada’ das motosserras e tratores já estavam chegando na aldeia. E realmente os invasores já estavam lá”.

Em ação rápida, os indígenas conseguiram capturar um dos funcionários, Emerson Gilmar de Souza, de 27 anos, que atuava na extração. No entanto, se mostraram inquietos e prontos para capturar o mandante de todo trabalho: “nós capturamos um. A gente estava correndo mais atrás do mandante deles, a gente queria pegar ele, porque ele que não está escutando né? Nós pegamos apenas o peão dele, mas o culpado é o patrão”.

Posterior à primeira captura de um dos extratores, os indígenas tomaram a decisão de montar uma espécie de comissão, que irá fiscalizar as áreas de seu domínio, além de continuar suas buscas pelo líder da extração: “agora nós estamos preparando uma equipe para sempre fiscalizar, nós vamos sempre fiscalizar. Isso não quer dizer que nós queremos matar o invasor, nós queremos proteger a natureza. É isso que nós queremos. Porque a reserva que foi demarcada, homologada e até hoje nunca foi resolvida, continua a ser desmatada. E agora está chegando perto da aldeia, e a gente fica muito preocupado”.

O suspeito detido pelos indígenas foi conduzido à Delegacia de Polícia Judiciária Civil, onde presta esclarecimentos. O caso continua sob investigação. 

 

 

Fonte: Agencia da Noticia

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho