Hoje: 23/07/2019
    Horas: 00:00:00
×
Cartório de Guarantã do Norte participa de regularização fundiária do perímetro urbano de Novo Mundo

Cartório de Guarantã do Norte participa de regularização fundiária do perímetro urbano de Novo Mundo

  • 15/05/2019
  • Cartório 1º Ofício

O evento aconteceu nas dependências da Câmara Municipal da cidade e contou com a presença da registradora Adriane Constancio de Paula Rippel, responsável pelo Cartório do Primeiro Ofício de Guarantã do Norte, autoridades municipais e estaduais, munícipes

Na última sexta-feira (10 de maio) foi realizada a entrega das matrículas de mais de 1,2 mil lotes urbanos, oriundos do projeto de regularização fundiária de interesse social do perímetro urbano do Município de Novo Mundo, situado a 740 quilômetros de Cuiabá, pertencente à Comarca de Guarantã do Norte.

O evento aconteceu nas dependências da Câmara Municipal da cidade e contou com a presença da registradora Adriane Constancio de Paula Rippel, responsável pelo Cartório do Primeiro Ofício de Guarantã do Norte, autoridades municipais e estaduais, munícipes e beneficiários.

Segundo a registradora, foram muitos anos de trabalho e empenho na realização deste sonho: "Somente com o advento da Lei nº 13.465/2017, que trouxe de forma clara, como realizar todo o procedimento de regularização fundiária, conseguimos chegar até aqui", declarou Adriane Rippel.

Uma parceria entre a prefeitura, o cartório e técnicos da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), possibilitou que os projetos, os trabalhos de campo e a parte jurídica fossem atendidas de acordo com a lei, culminando com a expedição e registro da Certidão de Regularização Fundiária (CRF).

Para marcar o momento, foram entregues 48 matrículas já em nome de beneficiários da legitimação fundiária, instituto jurídico trazido pela lei federal de regularização que facilitou o acesso ao documento de propriedade pelos menos favorecidos.

"Ver a felicidade estampada nas faces de cada um daqueles beneficiários, pessoas que aguardaram mais de 15 ou 20 anos pela segurança de ter um documento de sua casa, nos deixou a todos emocionados", disse a registradora.

Adriane Rippel agradeceu aos colegas registradores que contribuíram na análise do procedimento, em especial ao colega Bruno Becker, do Primeiro Ofício de Nova Ubiratã, que sempre dispensou atenção aos seus questionamentos.

Fonte: 1º Ofício de Guarantã do Norte

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho