Hoje: 15/06/2019
    Horas: 00:00:00
×
Candidato cadeirante é impedido de fazer prova em vestibular de MT por falta de um transcritor

Candidato cadeirante é impedido de fazer prova em vestibular de MT por falta de um transcritor

  • 12/06/2019
  • TV Centro América



Empresa responsável pela inscrição do concurso diz que candidato não apresentou um laudo médico que comprovasse a necessidade do profissional auxiliar.


Um candidato cadeirante foi impedido de prestar a prova do vestibular da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), no domingo (9), em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. Valter Lara, de 28 anos, precisava de um transcritor, mas quando chegou para fazer a prova, não havia o profissional para ajudá-lo.

A empresa responsável pelas inscrições do concurso alegou que, no ato da inscrição, Valter não anexou o laudo que comprovasse a necessidade, bem como a solicitação de um profissional para transcrever as respostas dele.

Entretanto, Valter afirma que protocolou todos os documentos solicitados no ato da inscrição, inclusive a solicitação de um profissional que o auxiliasse durante o certame.


O jovem sofreu um acidente de trânsito há pouco mais de um ano. Por essa razão, perdeu o movimento das mãos e das pernas. Dessa forma, não consegue escrever e, por isso, precisava de um auxiliar que escrevesse as respostas no caderno de prova.


Valter concorreria a uma vaga para o curso de jornalismo. Ele disse que vai recorrer para que consiga o direito de prestar o vestibular.

A Unemat informou que tentou solucionar a questão e ajudar o candidato a fazer a prova. Porém, a empresa realizadora não encontrou a solicitação do profissional na inscrição de Valter.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho