Hoje: 21/08/2019
    Horas: 00:00:00
×
Pela 5ª vez em 2019, escola é invadida por bandidos e roubada no Maranhão

Pela 5ª vez em 2019, escola é invadida por bandidos e roubada no Maranhão

  • 12/06/2019
  • G1 MA



Último caso na Escola Juvêncio Nogueira ocorreu madrugada deste domingo (9). Escola não tem vigilante e moradores reclamam a falta de policiamento.


Na madrugada deste domingo (9), bandidos invadiram e roubaram pela quinta vez em 2019 a Escola Juvêncio Nogueira, na Vila Tijupá Queimado, em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís. A escola não tem vigilante e os moradores reclamam a falta de policiamento.


Desta vez, os bandidos levaram toda a merenda escolar e os alunos foram liberados mais cedo. O caso se repete 10 dias após outro arrombamento, quando a Prefeitura de São José de Ribamar prometeu viabilizar vigilância 24 horas na escola. Em nota, a Prefeitura respondeu que ainda busca uma solução para o problema.


"Precisamos de segurança o mais rápido possível nessa escola porque daqui a pouco eles destelham a escola e fica só buraco para as crianças", afirmou a dona de casa Rose Ramos.


Apesar do ocorrido, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão disse que a Polícia Militar realiza, constantemente, ações preventivas e ostensivas em São José de Ribamar para coibir quaisquer delitos.

Atualmente, várias mães estão preocupadas com o ano letivo e com o rendimento dos filhos por conta da diminuição do tempo de aula. Na escola estudam 183 alunos.

"Era para eles saírem 11 e meia, mas eles saem mais cedo. Então estão perdendo, né? Porque está uma hora e meia a menos", reclamou a dona de casa Keila da Silva.


Problema recorrente



No arrombamento anterior, na madrugada entre os dias 30 e 31 de maio, bandidos entraram pelo telhado, reviraram a secretaria e quebraram grades, portas e janelas. A comida armazenada na geladeira e na dispensa também foi levada.


Por causa da sensação de insegurança, os pais de alunos entraram com um pedido no Ministério Público para exigir a presença de vigilantes.


“Essa questão de segurança não é de hoje não. Nós já fomos ao Ministério Público para reivindicar segurança, vigia para a escola, noturno e diurno, mas até agora não fazem questão. A comunidade sempre foi esquecida", declarou a estudante Dulcinéia Escórcio.



    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho