Hoje: 22/08/2019
    Horas: 00:00:00
×
Ônibus, Detran e Correios param atendimentos por protesto na sexta

Ônibus, Detran e Correios param atendimentos por protesto na sexta

  • 13/06/2019
  • Repórter MT



A frota de ônibus será reduzida em 50%, os Correios não terão atendimento durante o dia e o Detran terá o atendimento que for possível oferecer com os servidores comissionados.

Cuiabanos e várzea-grandenses terão 50% a menos da frota de ônibus circulando nas ruas nesta sexta-feira (14), quando outros serviços serão paralisados devido a adesão de servidores à manifestação nacional contra a Reforma da Previdência.

Além dos motoristas de ônibus, também confirmaram adesão ao protesto, categorias de atendimento direto ao público, que devem complicar a  vida do cidadão que precisar de algum serviço relacionado, na sexta-feira, como os bancários, Correios e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Segundo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e do Ramo Financeiro (SEEB-MT), o atendimento não será suspenso, mas os funcionários estão liberados para se juntar ao ato, no momento em que for realizado, podendo os clientes ficarem sem atendimento, ou, funcionar de forma mais lenta.

Já o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Mato Grosso (Sintect) suspendeu o atendimento e as entregas durante todo o dia. 

Ao  o Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran) informou que todos os servidores públicos irão parar, ao longo do dia, já os funcionários comissionados é que irão decidir se aderem o não. Com isso, o atendimento vai depender exclusivamente dos cargos de confiança, que compõem a minoria do corpo de empregados do Detran. Por isso alguns setores podem ter atendimento e outros não, mas todos de forma deficitária.

Em Cuiabá, a manifestação está prevista para ocorrer às 14h, na Praça Ipiranga, no Centro da cidade.

 

Veja a lista dos sindicatos e associações que  aderiram à "Greve Geral", até o momento: 

Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários da Baixada Cuiabana (Sintrobac)

Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e do Ramo Financeiro no Estado de Mato Grosso (SEEB-MT)

Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Mato Grosso (Sintect)

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE) - Seção Sindical MT

Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (ADUFMAT)

Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (DCE/UFMT)

Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep)

Sindicato dos Trabalhadores da Educação Superior do Estado de MT (Sintesmat)

Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat)

Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde e do Meio Ambiente do Estado de MT (Sisma)

Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Mato Grosso (Sinetran)

Sindicato dos Servidores Públicos Estaduais da Carreira dos Profissionais de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado de Mato Grosso (Sindes)

Sindicato dos Profissionais do Poder Executivo de Mato Grosso (Sinpaig)

Sindicato dos Servidores Públicos da Carreira dos Profissionais do Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso (Sintema)

  

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho