Hoje: 16/06/2019
    Horas: 00:00:00
×
Governo cassa aposentadorias de mais 4 servidores do Detran

Governo cassa aposentadorias de mais 4 servidores do Detran

  • 14/06/2019
  • Folha Max

Mais quatro Processos Administrativos Disciplinares (PADs) culminaram na cassação de aposentadoria de servidores do Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) de terça-feira (11) trouxe a condenação dos quatro servidores envolvidos, supostamente, em um esquema de venda de CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) deflagrado pela Polícia Judiciária Civil (PJC) em 2013, após três anos de investigações. 

O efeito da cassação é imediato, mas cabe recurso. Os despachos são assinados pelo governador Mauro Mendes (DEM). 

A decisão do governador acolhe o parecer da Controladoria Geral do Estado (CGE), que foi ratificado pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em alguns casos, os servidores já foram condenados em outros PADs, já que cada procedimento irregular constatado é investigado separadamente.

Hoje, no mesmo DOE, enquanto o governador cassava a aposentadoria destes quatro servidores, ele reconsiderou a cassação em outros 40 PADs, que foram suspensos pelo prazo de 45 dias em acolhimento a recursos interpostos por 33 servidores.

Aliás, os quatro servidores que tiveram suas aposentadorias cassadas nestas portarias também conquistaram a suspensão da condenação.

A Operação Fraus foi deflagrada pela PJC em 2013, depois de três anos investigando um esquema de venda de CNHs. O esquema estava articulado em 39 cidades dos estados de Mato Grosso, Goiás e Tocantins. Na época, a PJC cumpriu 19 mandados de prisão temporária, 116 conduções coercitivas e 48 mandados de busca e apreensão.

As investigações apontam que CNHs estavam sendo vendidas a cidadãos que, em alguns casos, não compareciam sequer para realizar as provas técnica e prática no Detran. Além disso, os policiais também identificaram venda da carteira a pessoas semianalfabetas, que mal conseguiam ler.

Outro ponto investigado é referente a cidadãos de Goiás que, não conseguindo a aprovação nas provas, vinham a Mato Grosso para comprar o documento. As investigações também apontaram para a fraude de atestados médicos e exames psicológicos.

Tiveram as aposentadorias cassadas publicadas hoje os servidores: Leiza Maria Ferreira de Sá Silva, Divina Lucia Silva Parente, Francisca de Queiroz e João Lourenço Ladislau.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho