Hoje: 24/08/2019
    Horas: 00:00:00
×
Pai denuncia creche após filho de 3 anos reclamar de dores nas nádegas, em MT

Pai denuncia creche após filho de 3 anos reclamar de dores nas nádegas, em MT

  • 14/08/2019
  • Olhar Direto

Um homem denunciou uma creche pública após o filho, de três anos, reclamar de dores nas nádegas, na última terça-feira (13), em São José do Rio Claro (a 296 km de Cuiabá).

Por volta das 7 horas, o pai deixou o filho na creche, onde ele permanece em período integral. Por volta das 17 horas, o homem buscou o filho. No entanto, quando ambos entraram no carro, a criança se queixou de dores. "Pai ta doendo minha bundinha", descreveu.

O homem perguntou o motivo da dor e a criança respondeu que "Foi a tia que enfiou o dedo na minha bundinha e das menininhas também”. O pai perguntou qual o nome da “tia”, mas a criança não soube responder.

Com isso, ele se deslocou até a Delegacia de Polícia de São José do Rio Claro para registrar um boletim de ocorrência com a natureza estupro de vulnerável. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil. 

Outro lado 

Procurada, a assessoria de imprensa da Prefeitura do Município informou, por meio de nota, que não tinha conhecimento de que um aluno teria sofrido qualquer ato de agressividade ou abuso, posto que toda narrativa institucional suspeita deve ser lavrada em ata para a devida tomada de providências.

A mesma soube pela imprensa que o pai, que não teve identidade revelada, teria feito boletim de ocorrência. A diretora, então, se deslocou à delegacia para adquirir cópia do documento, o qual lhe foi negado sob justificativa do sigilo e que ela será intimada em momento oportuno, tão logo seja feito exame de corpo delito, apuração pericial e psicológico da criança (que teria idade entre três e quatro anos), dificultando conhecer quem seria o menor ou seu histórico familiar.

Atualmente, a instituição conta com 48 servidoras, todas do sexo feminino, das quais nove são professoras, 29 monitoras, duas vigilantes e as demais compõem o corpo administrativo para atender 205 crianças com idades entre nove meses e três anos.

"Diante do exposto, a Prefeitura de São José do Rio Claro ressalta que está disposta a colaborar com as investigações e fará o que for juridicamente possível para impetrar a resolução dos fatos", diz.

Atualizada às 13h09

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho