Hoje: 24/08/2019
    Horas: 00:00:00
×
Mulher de ex-deputado federal depõe sobre acidente que matou criança e diz que não viu moto e fugiu por medo em MT

Mulher de ex-deputado federal depõe sobre acidente que matou criança e diz que não viu moto e fugiu por medo em MT

  • 15/08/2019
  • G1 MT

Casal e criança retornavam de comemoração do Dia dos Pais quando foram atingidos pela caminhonete dela.

A mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB-MT), Lidiane Campos, suspeita de ter atropelado e matado uma criança, de 3 anos, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, disse, em depoimento na Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), que não viu a motocicleta e fugiu por medo após o acidente.

Ela prestou depoimento nesta quarta-feira (14) e foi liberada pela polícia. Lidiane, que é influencer digital, dirigia uma caminhonete que atingiu uma motocicleta por um casal e a criança. O acidente ocorreu na noite de domingo (11).

Estavam na moto Dayane Palmeiras dos Santos, de 35 anos, o marido dela, Marcos Souza da Costa, de 30 anos, e Daniel Augusto Costa, de 3 anos, filho de Marcos e enteado de Dayane. Eles retornavam de uma comemoração do Dia dos Pais.

Segundo a delegada Ludmila Zorzetti Vendramel, que apura o acidente, Lidiane contou que não teria visualizado a motocicleta.

Ela afirmou que, depois da batida, 'ficou desnorteada e, no desespero, entrou na contramão'. Em seguida, amedrontada, ela abandonou o veículo.

Vendramel pontou que as investigações continuam.

O advogado dela, Wilson Lopes, afirmou que Lidiane deixou o local com medo de ser agredida depois de ser cercada por testemunhas.

Ela poderá ser indiciada pelo crime de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) na direção de veículo e omissão de socorro.

 

O acidente

 

Lidiane dirigia uma Hilux SW4 que cruzou a Avenida 15 de Novembro, atingindo a moto. A caminhonete, mesmo após a batida, prosseguiu até a Rua Rosa Bororo e virou fugindo pela contramão.

Quando a polícia chegou encontrou a caminhonete na própria Avenida 15 de Novembro, local do acidente.

O automóvel foi apreendido, mas a motorista não estava no local. O casal e a criança foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Regional de Rondonópolis.

A criança não resistiu e morreu por volta de 23h. A polícia pediu exame de corpo de delito e fez a liberação.

O pai e a madrasta da criança devem passar por cirurgias por causa do acidente. Marcos deve operar os dedos do pé esquerdo, e Dayane, o joelho e o tornozelo da perna direita.

Marcos contou que ele e a mulher dele estão tendo dificuldades para comer e se recuperar, eles estão recebendo doações de alimentos e remédios. Segundo ele, Lidiane e o marido dela, Adilton, não estão dando assistência a família. Dayane é desempregada e Marcos era o único que trabalhava.

    Compartilhar:

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho